Vacina contra Covid-19 está nos “estágios finais” para ser testada em humanos




Em entrevista, o chefe da equipe responsável pela pesquisa, Dr. Chen Katz, afirmou que pretende iniciar os testes em humanos em 1º de junho

Imagem ilustrativa

Metrópoles


Uma nova vacina contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, está sendo finalizada por cientistas em Israel. A notícia foi publicada no jornal The Jerusalem Post. Em entrevista, o chefe da equipe responsável pela pesquisa, Dr. Chen Katz, afirmou que pretende iniciar os testes em humanos em 1º de junho.

“Nós já estamos nos estágios finais”, afirmou à publicação. Katz é o líder do grupo de pesquisadores e biotecnólogos do Instituto de Pesquisas da Galileia (MIGAL, na sigla em inglês).

“Nosso objetivo é produzir a vacina entre as próximas oito ou dez semanas, para alcançarmos a aprovação de segurança em 90 dias. Essa vacina será oral, tornando-a particularmente acessível ao público geral”, afirmou David Zigdon, presidente do instituto.

A equipe conseguiu a dianteira na corrida para uma cura do novo coronavírus. Isso porque há quatro anos estuda uma forma de combater um outro vírus, da Bronquite Infecciosa das Galinhas (BIG). A ideia é desenvolver uma droga adaptando os conceitos dessa primeira pesquisa.

Semelhança com o novo coronavírus
De acordo com os responsáveis pela pesquisa, o vírus encontrado nas galinhas, causadores da BIG, carrega grande semelhança genética com a forma como o novo coronavírus afeta humanos, usando um mesmo mecanismo de infecção.

Outros testes
Além de Israel, os EUA e a Rússia também anunciaram avanços em busca de uma vacina para a doença. Para o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, no entanto, uma droga contra o Covid-19 ainda deve demorar “pelo menos 18 meses”, apesar dos testes em andamento.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu