Mulher suspeita de matar marido a facadas e avisar do crime por áudio cumprirá prisão domiciliar



 
O homem foi morto a facadas. Ele foi identificado como Joselito dos Santos, de 40 anos. O motivo do assassinato teria sido suposta traição do homem à esposa.


Por ClickPB
 

Suspeita passou por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20), no Fórum Afonso Campos. O crime foi registrado no bairro Três Irmãs, nesse domingo (19). (Foto: Reprodução/WhatsApp)
A mulher suspeita de matar o marido a facadas em Campina Grande e de enviar áudio para uma amiga avisando que cometeria o crime vai cumprir prisão domiciliar. Ela passou por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20), no Fórum Afonso Campos. O crime foi registrado no bairro Três Irmãs, nesse domingo (19).

A Justiça alegou que a mulher tem filhos menores de 12 anos e que, com base na orientação do Supremo Tribunal Federal (STF), presas sem condenação, gestantes e mães de filhos de até 12 anos devem receber o direito à prisão domiciliar. A medida vale desde 2018.

Saiba mais

Mulher é presa após confessar que matou marido e enviar áudio confirmando assassinato e traição

O homem foi morto a facadas. Ele foi identificado como Joselito dos Santos, de 40 anos. O motivo do assassinato teria sido suposta traição do homem à esposa.





Comentários


  • Christiane André a de Oliveira Ferreira 21.01.2020
    Não concordo, pois foi um crime premeditado tem que ficar presa em cadeia, ninguém tem direito de tirar a vida de ninguém seja ele homem ou mulher

Comentar


Sidebar Menu