PB terá rede e sistema de museus; medidas para transformar Palácio da Redenção em museu avançam



A Paraíba, finalmente, desperta para incrementar uma política púbica preocupada, de fato,com preservação e expansão dos seus museus. As perspectivas indicam que muita novidade está a caminho. Dentre elas, a criação de uma Rede e de um Sistema Estadual de Museus. A primeira realização de impacto deve ser a transformação do Palácio da Redenção em museu.

Os primeiros passos para este novo e promissor momento de preocupações com os museus paraibanos foram dados no último sábado, em Campina Grande, por ocasião do Seminário sobre Museus e as Novas Economias. O evento realizou-se na sede do Sebrae-Campina Grande, com a participação de palestrantes da Paraíba e de várias regiões do Brasil.

Para a formação da rede e do Sistema Estadual de Museu, o IPHAEP vai encaminhar estudos e propostas a serem discutidos junto à Secretaria de Cultura do Estado.

Na avaliação da diretora do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), Cassandra Figueiredo, que estava no evento, o seminário possibilitou que, pela primeira vez, se desse início à discussão sobre os desafios e as perspectivas para os museus paraibanos, O evento foi promovido pelo Sebrae-PB e reuniu palestrantes de várias regiões do País, contando com a parceria da Oi Futuro, Iphaep e Ministério Público.

Campina Grande foi escolhida para sede do Seminário por ser a cidade paraibana que mais tem museus. No geral, a Paraíba tem 94 museus e memoriais.

 

Novidades

Durante as palestras ofereceu-se uma grande oportunidade para aprofundar conceitos, conhece ferramentas, cases e ampliar o atendimento sobre o tema.

Objetivo

Promover a inovação, a transformação dos museus, possibilitando a capacidade de profissionais, a formação de redes e o desenvolvimento de novas estratégias da área digital. Também se fez um balanço na preservação dos museus e da educação em museus, na Paraíba, além de debater o cenário atual diante das novas economias e traçar perspectivas para o setor.

Público

Estiveram presentes, gestores públicos ligados à cultura dos museus, atores dos negócios criativos e colaborativos, associações de turismo e cultural dos municípios, profissionais de marketing, vereadores e prefeitos, representantes da Abrajet-PB, além de jornalistas representantes de veículos de Comunicação. O PB Agora também esteve presente, através deste colunista.

Palestrantes

Valter Júnior, representante do Memorial Augusto dos Anjos; Maria de Oliveira Dias, formada em bacharel em Museologia pela Universidade do
Estado do Rio de Janeiro (Unirio), e licenciada em Pedagogia pela UCAM. Possui especialização em artes e mestrado em ciências das religiões. Eles palestraram sobre Museus na Paraíba: Desafios e Perspectivas

Bruna Cruz, representante da OI Futuro, palestrou sobre o tema Museus: Narrativas para o Futuro. Ela atualmente coordena o Museu de Telecomunicações OI Futuro.

 

Mesa-redonda

Após os debates, uma mesa-redonda discutiu: Como inovar museus em tempos atuais, priorizando a criatividade, sustentabilidade econômica e as novas estratégias na área digital. A coordenação da mesa ficou a cargo de Cassandra Figueiredo, presidente do IPHAEP; Nicole Costa, museóloga do Paço do Frevo (Recife); Ruth Gabino, do Instituto Ricardo Brennand (Recife); e Fabiana Sales – Técnica em Assuntos Educacionais da Abolição (Recife).

 

Wellynton Farias
PB Agora




Comentários


Comentar


Sidebar Menu