Após denúncia, netas de deputado preso Pedro Corrêa se demitem de estatal



 Elas foram nomeadas com os namorados para cargos de confiança
Cláudio Humberto

Netas de Pedro Corrêa, e namorados, foram nomeados em cargos na Presidência de Suape


Três netas do ex-deputado Pedro Corrêa (PP) pediram demissão nesta segunda (3) da estatal Porto de Suape, do governo de Pernambuco, um dia após esta coluna revelar a que tinham sido nomeadas, com os respectivos namorados, para caros de confiança. Corrêa foi condenado e preso nos escândalos de corrupção do Mensalão e do Petrolão, os maiores da História. O governador Paulo Câmara se finge de morto. A alegação da sua assessoria beira o deboche: “Suape tem autonomia”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Presidente de Suape, Carlos Villar foi indicado pelo enrolado deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), muito influente no governo de Pernambuco.

Em nota, Suape garantiu que nomeações têm “critérios técnicos”, mas não elucidou a assombrosa qualificação das netas de Pedro Corrêa.

Pedro Corrêa foi condenado à prisão em dois dos maiores escândalos de corrupção da História: o Mensalão e o Petrolão da Lava Jato.

Diariodopoder.com.br

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu