A poesia de um depressivo



Hoje eu acordei com depressão

Doença criada pelo demônio

Ataca causando aflição

Abala amizades e até matrimônio

//

Ela chega de repente

Pode ser a qualquer hora

Faz de triste quem era contente

E não tem prazo para ir embora

//

O corpo por fora parece ter vida

Irradiando luz e calor

Entretanto, em contrapartida,

Por dentro a alma é só dor

//

O trabalho se torna um suplício

Até o asseio vira um dilema

Afeta a prática de qualquer ofício

O que dava prazer agora é problema

//

É perda de tempo ir a um evento

Show, cinema ou peça teatral

Ninguém parece ter talento

Tudo é sem graça e sem sal

//

Ter fé em Deus ajuda bastante

É preciso controle e ser muito forte

Se deixar a depressão ficar constante

Ela pode até levar à morte

//

É necessário procurar tratamento

Mesmo sem ter qualquer euforia

É preciso superar o tormento

E se afastar da cruel disforia

//

Do meu desabafo chego ao fim

Seguindo meu triste caminho

Se você conhece alguém assim

Tenha compreensão e dê-lhe carinho

 

José Augusto Roma

 

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu