Raul Seixas me visitou durante os devaneios da madrugada



 

Jair Queiroz é psicólogo

 
Novamente me encontro acordado na madrugada, às três da manhã, coincidentemente a hora que Raul Seixas mencionou numa de suas músicas: "As três horas da manhã; Na cidade tão estranha; Um palhaço teve a manhã; De um banquete apresentar..."
Nessa música ele faz um desabafo que soa como despedida: "O hoje é apenas / Um furo no futuro / Por onde o passado / Começa a jorrar / Eu aqui isolado / Onde nada é perdoado / Vi o fim chamando o princípio / Pra poderem se encontrar".


Não creio que ele anteviu a própria morte que ocorreu dias depois do lançamento do disco Panela do Diabo, no qual essa música era o carro chefe. É até possível que sim, mas não por uma premonição, mas por uma lógica: ele estava muito doente, vencido pela drogadicão, em especial o alcoolismo crônico.

Ou seja, ele sentia seu corpo esvaindo, suas forças desaparecendo e levando junto sua lucidez. Dizem que ele era um gênio, mas eu nem acho isso, embora sempre admirei sua capacidade e sensibilidade poética, além da autenticidade para expor seus dramas pessoais, porém metamorfoseados em letras de duplo sentido.

Ouvi sua primeira música em 1972, sem saber de quem era, mas já gostei. Desde então passei a ser um consumidor ávido dos suas loucuras liricas, seus desabafos, suas queixas e suas críticas, o que perdurou até a sua morte em 1989. Nessa época eu era estudante de Psicologia e já me aventurava em interpretações fundamentadas em leituras sobre psicopatologia, onde comecei a enquadrá-lo.

Sim, ele era genial! Tanto que se perdeu entre a genialidade e os afetos embotados, um mal estar cronificado que arrastou desde menino, originados da conflituosa relação com o pai. Não vou entrar em pormenores, mas para compreensão sobre o que me refiro, citarei duas músicas que não deixam dúvidas: Sapato 37, que iniciava assim: "Eu calço é 37; Meu pai me dá 36; Dói, mas no dia seguinte; Aperto meu pé outra vez..."

A segunda, gravada vários anos depois, ou seja, já nem era mais tão jovem, fazia um apelo dramático, quase chorando: °Êi meu pai, olha seu filho, meu pai! Quando eu cair no chão; Segura minha mão; Me ajuda a levantar para lutar"!

De fato o pai, um Engenheiro, de perfil mais sisudo e prático, gostaria que ele seguisse a mesma carreira, mas ele se enveredou muito cedo para a música e deu pouca atenção aos estudos.

Raul tornou-se um rebelde no final dos anos 60/70, como muitos estudantes da sua época. Mas havia uma diferença entre eles: os demais, Caetano, Gil, Geraldo Vandré etc, eram críticos do sistema político; eram rebeldes marxistas e panfletavam para um movimento de esquerda revolucionário, entusiasmados com a ascensão do comunismo em Cuba, embevecidos com a "liberdade da ilha de Fidel".
Raul não! Sua rebeldia era em causa própria, na busca pelo seu "Eu" perdido nas desavenças da própria sorte familiar. As drogas foram chegando e ficando; o álcool foi se apropriando dele através das janelas abertas em sua alma sofrida.

Partiu de Salvador para o RJ em 1972, para realizar seu sonho de artista e fez o Brasil todo percebê-lo através de um resumo da própria história cantada em Ouro de Tolo, onde relatou pela primeira vez seu desprezo às convenções sociais, novamente impactando com o pai, num recado claro de que seguiria seu próprio caminho, passando fome e resistindo sozinho.

Ao mesmo tempo parecia não confiar muito na própria escolha, o que se pode depreender do próprio título da música. Ouro de Tolo é uma referência a uma pedra que se assemelha ao ouro, brilha como ouro, mas seu valor é desprezível. Foi assim que ele se viu.

Bem, não dá para teclar aqui no celular tudo o que esse devaneio iniciado às três da manhã me proporcionou, até porque daqui a pouco estarei conectado através da plataforma zoom, recebendo minhas aulinhas de "terceiranista" do curso de Direito. Ah sim! O Direito também fizeram parte da vida dele por um curto espaço de tempo, certamente compondo uma tentativa inútil de ser o "ouro legítimo" que o pai esperava, mas não vingou.

Fico por aqui. Quem sabe numa próxima madrugada eu me inspire e exponha mais um pouco da minha percepção sobre a vida, a obra e sobretudo a dor existencial que acompanhou a vida desse gênio que formatou boa parte da minha adolescência e, sem que eu soubesse, me direcionou para psicologia.

De certa forma eu me identificava com a história dele.

Boa dia a todos!!!

Decisão do STF sobre aposentadorias de ex-governadores tem efeito imediato



A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre as aposentadorias dos ex-governadores da Paraíba já era para ter sido cumprida. Isso quer dizer que o benefício deve ser extinto imediatamente, não cabendo mais nenhum tipo de questionamento, como pretendia a Assembleia Legislativa por meios dos embargos declaratórios.

Nos embargos, a Assembleia queria que o STF modulasse os efeitos da decisão para não prejudicar quem já vem recebendo o benefício há bastante tempo.

No julgamento, o Supremo considerou incabível rediscutir a matéria. “Cumpre enfatizar que não se revelam cabíveis os embargos de declaração quando a parte embargante – a pretexto de esclarecer uma inexistente situação de obscuridade, omissão, contradição ou erro material – vem a utilizá-los com objetivo de infringir o julgado e de, assim, viabilizar um indevido reexame da causa”, destaca o acórdão.

Polícia Federal apreende câmera que registrou reunião ministerial de Bolsonaro




Segundo o site O Antagonista, a apreensão do equipamento foi realizada por seis agentes da Polícia Federal descaracterizados na Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto, a pedido do ministro Celso de Mello

(Brasília - DF, 22/04/2020) - Reunião com Vice-Presidente da República, Ministros e Presidentes de Bancos. Foto: Marcos Corrêa/PR

Com Antagonista


A Polícia Federal apreendeu na tarde desta segunda-feira, 25, a câmera que filmou a reunião ministerial de Jair Bolsonaro de 22 de abril.

Segundo o site O Antagonista, a apreensão foi realizada na Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto por seis agentes da Polícia Federal descaracterizados.

“Fontes da PF informaram a O Antagonista que a câmera foi disponibilizada pela Presidência da República após ofício do ministro Celso de Mello”, diz o site ligado ao ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.

Cloroquina não deve mais ser usada em nenhum caso de Covid-19 na Paraíba, diz secretário



 Da Redação / Portal WSCOM



O secretário Executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde do Estado, Daniel Beltrammi, confirmou nesta segunda-feira (25) que a Paraíba não deve mais utilizar a cloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19 em nenhum estágio da doença.

O entendimento é baseado em estudos científicos, principalmente a última pesquisa publicada na revista The Lancet, que apontou que hidroxicloroquina não tem efeito contra o coronavírus e pode causar arritmias graves.

“Evidências do último estudo publicado na revista científica sobre medicina The Lancet com 16 mil pessoas, demonstraram que a hidroxicloroquina não tem efeitos contra o coronavírus seja para pacientes com sintomas leves, moderados ou graves, muito pelo contrário, para os moderados e graves, acabou causando arritmias ventriculares graves, inclusive comprometendo a vida de alguns deles”, disse.

O Secretário ainda pontuou que ’em função das evidências disponíveis, o Estado não considera mais o uso em qualquer fase de tratamento. O protocolo já em fase final de disponibilização’.

Prefeito de João Pessoa anuncia que pagamento de maio a servidores será feito nos dias 28 e 29




O anúncio do calendário de pagamento de maio foi feito pelo prefeito Luciano Cartaxo, nesta segunda-feira (25).



Por ClickPB
 

O pagamento acontece na quinta-feira (28) para os aposentados e pensionistas do IPM. Já na sexta-feira (29), serão remunerados os profissionais da ativa. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)
A Prefeitura de João Pessoa vai pagar os salários dos servidores na quinta-feira (28) e sexta-feira (29). O anúncio do calendário de pagamento de maio foi feito pelo prefeito Luciano Cartaxo, nesta segunda-feira (25).

Segundo a tabela de pagamento preparada junto ao secretário de Administração, Lauro Montenegro, e do secretário de Finanças, Sérgio Barbosa, o pagamento acontece na quinta-feira (28) para os servidores aposentados e pensionistas do Instituto Previdenciário Municipal (IPM). Já na sexta-feira (29), serão remunerados os profissionais da ativa.

Respeitando os decretos que determinam o isolamento social como forma de prevenção ao novo coronavírus e com muitos servidores trabalhando em home office, a Prefeitura orienta que os servidores evitem aglomerações e filas de bancos, assim como também evitem o uso de dinheiro em espécie e prefiram utilizar cartões de crédito e de débito, e os aplicativos dos bancos para efetuar as transações.

Sidebar Menu