Prefeito joga o próprio carro na frente do caminhão da Secretaria de Saúde para impedir saída de leitos do hospital de Taperoá



O prefeito de Taperoá, Júnior de Preto, o presidente da Câmara, Birino Brito, vereadores e o vigário, Padre Fabrício Timóteo, comandaram fecharam os acessos do hospital regional da cidade para impedir a saída de um caminhão da Secretaria Estadual de Saúde carregado de leitos.

O Governo do Estado, segundo informações do prefeito, mandou desequipar o hospital de Taperoá para equipar os que receberão os 300 leitos anunciados pelo governador para assistir os pacientes acometidos do Coronavírus.

O prefeito denunciou que outros caminhões já tinham saído carregados de camas antes da população tomar conhecimento e fazer o protesto.

Em comunicado à imprensa, o secretário Geraldo Medeiros confirmou que está deslocando temporariamente os equipamentos não só de Taperoá, mas de outros hospitais do Estado que não estão utilizando sua capacidade de leitos. Disse que esses equipamentos são necessários para hospitais de Campina Grande e João Pessoa, que são, conforme ele, as referências do Estado no combate ao Coronavírus. E garantiu que os equipamentos serão devolvidos aos hospitais de origem após a pandemia

blogdotiaolucena

 





Comentários


Comentar


Sidebar Menu