Árbitros que atuaram na Copa de Bairros ainda não receberam por trabalho realizado em novembro do ano passado



 
Árbitros que atuaram na Copa de Bairros ainda não receberam por trabalho realizado em novembro do ano passado
Trabalhadores passaram Natal e Ano Novo sem verem a cor do dinheiro prometido
Redação Paraíba Já

Foto: Edgley Lemos/Globoesporte-PB

Os cerca de 50 árbitros que trabalharam na Copa de Futebol de Seleções de Bairros 2019, promovida pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), ainda não receberam os vencimentos pelos serviços prestados na competição que ocorreu entre outubro e novembro do ano passado. Foram 89 jogos apitados com o valor de R$ 15.250,00 a ser repassado para o Sindicato dos Árbitros da Paraíba.

De acordo com o tesoureiro do sindicato e coordenador de arbitragem da competição, Adeilson Sales, o acordado com a gestão Cartaxo era de que o pagamento seria realizado gradualmente: ao fim da primeira fase; da segunda fase e no fim dos mata-matas. Entretanto, apesar de toda a publicidade da PMJP sobre o sucesso do evento, vencido pela Seleção do Roger, os árbitros passaram o Natal e o Ano Novo sem a devida remuneração.

“Até a presente data, não recebemos ligações de ninguém da Prefeitura. Nós é quem fomos atrás, tanto eu como Genildo Januário, que é o vice-presidente do Sindicato dos Árbitros”, afirmou.

Adeilson disse que, após diversas tentativas de contato com a gestão, recebeu a promessa de que os salários não foram pagos por conta do recesso de fim de ano, mesmo a competição tendo acabado ainda em novembro, e que o valor deve ser repassado no final deste mês.

Clubes vencedores
De mesmo modo que a arbitragem, as seleções finalistas da Copa de Bairros: Geisel, que foi vice campeã com direto a 3 mil reais; e Roger, campeão, que levaria 5 mil reais, ainda não receberam os valores prometidos e buscam seus direitos.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu