Brasil e a "onda" de conscientização e "finlandização" coletiva.



Albergio Gomes Medeiros

É muito bom, e nos enche de esperança essa "onda" de conscientização e "finlandização" coletiva, que contaminou tudo que é brasileiro. O estopim dessa maravilha de assimilação teve início com a tragédia em Mariana, perpassando por Brumadinho, aumentando com as vítimas das fortes chuvas e deslizamentos no Rio de Janeiro, atingindo o ápice com esse trágico incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo.

Comungo, sem nenhuma ressalva, da grande tristeza; não faço sequer ideia da incomensurável dor que os pais estão a sentir, perplexidade, e revolta em relação às respectivas omissões e culpas "lato sensu", e que todos os "devedores" paguem por suas ações (ou omissões) em todos esses eventos. São imposições que não devem ser olvidadas sob pena de reincidências e recidivas de tragédias. Ponto.

O que me incomoda nisso tudo é a hipocrisia de todos nós, ou de maior parte de nós outros: - Ahhh, mas não tinha alvará "ou vistoria dos bombeiros"; - Ahhh, mas havia gambiarras; - Ahhh, mas ... se existisse ... não teria acontecido...

Sim, claro que as prevenções são importantíssimas, e nunca devem ser negligenciadas, mas, convenhamos, estamos tão avançados assim e tão ciosos dessas providências que erradicamos "gambiarras" e basicamente banimos as probabilidades do infortúnio, nem deixamos chances para o imponderável?

Ufaaaaa ... Enfim o Brasil entrou no século XX, eis que todos os transportes coletivos estão altamente seguros, rigorosamente vistoriados, a exemplo dos prédios públicos e privados, nos quais estão perfeitos todos os extintores de incêndios - dos condomínios às edificações públicas. Nenhum uso daquelas tomadas "T"; mão usam mais extensões, tampouco "gambiarra". Ah, ia esquecendo: nenhum celular passa horas com o carregador ligado em tomada.. Fogões sem vazamentos, microondas todos revisados e em estado de perfeição.
Excelente saber que vizinhos e condôminos não correm mais perigos.

Excelente saber que não há mais nenhum veículo trafegando com um pneuzinho "careca" sequer, pondo em risco a vida de terceiros e transeuntes; freios revisados e em dia, em suma, finalmente vivi para ver o Brasil no mesmo nível e padrão "Finlandês", Islandês.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu