Minha sala, Minha Vida: Câmara gasta R$ 67 mil com 19 chefes de gabinete sem espaço físico na Casa




Parte dos 19 cargos comissionados de chefes de gabinete teve os salários reajustados entre abril e maio deste ano, alguns deles passando de R$ 3 mil para R$ 4 mil, de um mês para o outro.

Câmara de Santa Rita (Foto: Arquivo)
Mesmo sem contar com espaço físico suficiente e com salas compartilhadas servindo como gabinetes para os vereadores, a Câmara Municipal de Santa Rita comporta em seu quadro de pessoal 19 chefes de gabinete, um para cada um dos 19 vereadores. Os vereadores que nem gabinetes têm para acomodar os chefes de gabinete chegam a dividir as salas até com outros dois parlamentares.

Parte dos 19 cargos comissionados de chefes de gabinete teve os salários reajustados entre abril e maio deste ano, alguns deles passando de R$ 3 mil para R$ 4 mil, de um mês para o outro, de acordo com dados do sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ainda conforme a plataforma Sagres, no ano passado, todos os chefes de gabinete recebiam um salário de R$ 1.800,00.

De janeiro até abril de 2018, os salários dos chefes de gabinete somaram R$ 57 mil mensais, sendo que cada um recebia R$ 3 mil mensais, de acordo com dados do Sagres, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Já a partir do mês de maio os salários começaram a se diferenciar em R$ 3 mil e R$ 4 mil, chegando a R$ 67 mil por mês. Isso significa que os chefes de gabinete já receberam este ano salários que somam R$ 697 mil, ou seja, R$ 228 mil de janeiro a abril e R$ 469 mil de maio a novembro, após os aumentos.

 

Além dos chefes de gabinete, as salas compartilhadas também abrigam outros 19 funcionários designados como assessores parlamentares.

A cidade de Santa Rita conta com 19 vereadores, sendo que 18 vereadores recebem subsídio de R$ 10.021, enquanto que o presidente da Casa recebe R$ 15.031.

Uma coluna de Clilson Junior para o ClickPB, no fim do mês de novembro, trouxe a informação de que o número de “apadrinhados” na Câmara de Vereadores supera em quase de 871% o total de servidores efetivos. Contra os sete funcionários da ‘Casa de Antônio Teixeira’ existem 65 apadrinhados políticos, divididos em 19 funções distintas.

Clickpb.com.br

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu