Um Tribunal sem vergonha - Marcos Pires



Acusações de nepotismo e uma decisão judicial demitindo mais de 300 servidores foram apenas uma parte do inferno astral que se abateu sobre o Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba e Rio Grande do Norte (13ª Região). Mesmo com a divisão posterior das jurisdições pela implantação do TRT 21ª Região, que assumiu a parte do Rio Grande do Norte, nossa Justiça do Trabalho continuou passando por momentos terríveis.

Alguns amigos que foram injustiçados e a quem sempre renderei homenagens e respeito à memória perderam-se no caminho e não puderam ver o final da história. História incrível, onde chegou a ser executada à época uma intervenção no Tribunal com o afastamento de todos os seus membros, algo inédito até então.

Os servidores passaram uns tempos falando de lado e olhando pro chão (como disse Chico Buarque) mesmo sem terem sido remotamente citados nas supostas irregularidades, o que fazia ainda maior a dor sentida. Foram dias especialmente tristes aqueles em que chegou a ser cogitada pura e simplesmente a extinção do TRT da Paraíba, que voltaria a ser um apêndice do Regional de Pernambuco, de quem se tornara independente depois de muitos anos de luta. Imagino como deve ter sido difícil para cada Juiz e cada servidor cada dia de trabalho logo após a debacle, movidos somente pela fé e pela esperança.

Mas deu certo. Tão certo que o Ministro Lelio Bentes, Corregedor Geral do Tribunal Superior do Trabalho acaba de concluir correição no TRT da Paraíba e destacou a sua celeridade e agilidade. Chegou à conclusão de que nós temos um Tribunal que fica em primeiro lugar entre os Tribunais de médio porte do Brasil com relação à produtividade, e mesmo juntando todos os Tribunais, inclusive os maiores, destaca-se o TRT da Paraíba no honroso quarto lugar. Tem mais; também é o Tribunal com o menor resíduo de processos e menor prazo que medeia desde a entrada dos processos e suas sentenças entre todos os Tribunais de médio porte do país.

Isso dá um orgulho enorme aos servidores e Juízes. Esse é o exemplo que nós, brasileiros, estamos precisando seguir em meio ao caos e ao descrédito que se abateram sobre nossa amada nação. Temos que pegar emprestado dos vitoriosos sobreviventes do TRT a esperança e a fé que os fizeram vencer as adversidades.

Os brasileiros precisam agir imediatamente para que os políticos sem-vergonha que todo dia vendem parte das nossas esperanças não tenham mais mandatos, e que enfim sejamos um povo sem vergonha do país onde nascemos.

Amem!




Comentários


Comentar


Sidebar Menu