Prefeito do Sertão trabalhou apenas 4 dias em 2017 e já tenta prorrogar afastamento por mais 6 meses




Oposição quer que Dilson Almeida, do PR, passe pela Junta Médica do INSS
Share this:

Por: Blog do Gordinho


Prefeito de Desterro Dilson Almeida (PR) Foto: Reprodução
Dilson Almeida (PR), prefeito do município de Desterro, localizado na Região Metropolitana de Patos, governou a cidade para a qual foi eleito por apenas quatro dias em 2017. Com duas licenças médicas de seis meses aprovadas pela Câmara Municipal no ano passado, o prefeito espera o fim do recesso dos vereadores para tentar emplacar a terceira. No primeiro ano da gestão, a cidade foi governada pelo vice-prefeito, Valtércio de Almeida (PR), primo do prefeito.

De acordo com o vereador de oposição, Vamberto Leite (PSB), a primeira licença médica de seis meses foi aprovada pela Câmara nos primeiros dias de 2017 sem atestado médico. Já a segunda foi concedida com um atestado que citava várias doenças: pré-diabetes, síndrome do intestino irritado, colite, esofagite e estresse intenso.

O terceiro atestado médico, encaminhado no final do ano passado, diz que o prefeito também sofre de cardiopatia. “Vamos encaminhar esse atestado à Previdência Social. Se ele conseguir essa licença, o ônus vai para o INSS”, disse o vereador, em entrevista à Rede Globo.

O prefeito, que mora atualmente em São José do Egito (PE) – onde a família comanda uma rede de postos de gasolina -, disse em entrevista ao mesmo canal de televisão que não em condições de saúde e psicológica de retornar ao trabalho. “Não tenho nada a esconder. Não sou remunerado”, disse.

Uma pesquisa realizada no site do Tribunal de Contas do Estado, no entanto, mostra que o prefeito continua recebendo salário de R$ 10 mil, mesmo sem dar expediente.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu