O estranho é que com tanto dinheiro surrupiado, nenhum órgão de fiscalização tenha percebido - Albergio Gomes Medeiros



 Inacreditável. Nem mesmo no Fantástico Mundo de Bob, ou nas ótimas criações de Agatha Christie, e nas do insuperável Conan Doyle, protagonizariam enredos e tramas tão intricadas e enredadas.

Acreditam que os servidores da PF, nesse adiantado da hora, ainda estão a trabalhar contando o dinheiro encontrado nas malas do tal Geddel, e a quantia já ultrapassou os 40 milhões, sem falar que falta a contagem dos dólares que enchiam uma das salas.

O que me deixa perplexo e indignado, e por isso estou repisando e postando muito hoje, é que nenhuma das "zilhões" de instituições desse país, instituições públicas que congregam multidões de auditorias, fiscalizações e o "diacho a quatro", com servidores que esbaldam-se em elevadas remunerações, fartam-se em recursos e tecnologias de última geração, capacitam-se até na "NASA", vivem com indigestão de tantos direitos e privilégios, e que nos infernizam por qualquer ponto ou til fora do "script", jamais, digo JAMAIS uma só delas detectou nem importunou nenhum desses salteadores.

Em um país sério, ou em alguma obra de ficção dessas, seriam expurgados dos respectivos misteres por incapacitação ou negligência coletiva, ou inservibilidade, ou qualquer outra "bexiga lixa" qualquer.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu