Investigando Tomé de Souza - Virgolino de Alencar



 
NA MANIA DOENTIA DE VOLTAR-SE SEMPRE PARA O PASSADO, TENTANDO LIVRAR-SE DAS ACUSAÇÕES QUE SOFRE NO PRESENTE, O LULOPETISMO JÁ ESTÁ DE OLHO EM TOMÉ DE SOUZA, EM FACE DA NOTÍCIA A SEGUIR, SOBRE FATOS QUE AFETARAM A ADMINISTRAÇÃO DO PRIMEIRO GOVERNADOR GERAL DO BRASIL, DE 1549 a 1554:

"IRREGULARIDADES NA GESTÃO TOMÉ DE SOUZA

Mesmo que os historiadores ignorem o fato, no Brasil também existiram Ouvidores. Nosso primeiro Ouvidor foi o senhor Pedro Borges, nomeado pelo então governador geral, Tomé de Souza, em 1549. O que não deu muito certo. Diretamente ligado ao governador, Pedro Borges recebia, mas não apurava, qualquer denúncia, porque todas elas, quase sempre, eram críticas diretas à atuação do seu chefe, Tomé de Souza. E, pior ainda, Pedro Borges passava a perseguir o coitado do denunciante."

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Se olhar bem, na época de Tomé de Souza, além da raiz da corrupção, tinha o seu Engavetador Geral, que não apurava os crimes oficiais e ainda perseguia os denunciantes.

Mas, como o petismo não costuma estudar a História, nem estão aí para a coincidência na forma de agir de Tomé de Souza.

Eles se voltam para o passado e metem-se a reverberar críticas, mesmo que seja jogar um bumerangue ou dar tiro no pé. Ô bando de asininos, chulepentos!!!!
Virgolino de Alencar




Comentários


Comentar


Sidebar Menu