Dilma vagueia em torno da guilhotina. A lâmina está sendo alevantada



 
O que tem de ser tem força, dizem os espíritas, que acreditam na predestinação da vida. isso não é ciência exata, é crença, mas serve para meditação.
Em muitos casos , o que vai acontecer se revela antes, dá os sinais. Tem tanta força que gera a impressão prévia de certeza.

Quando o lulopetismo , anos atrás, negou o Mensalão, ficou logo a desconfiança de que o dilúvio era bem maior do que as nuvens anunciavam . Havia sinais de tempestade por todo o céu. Mas houve um acordão na terra entre as autoridades da república : mata-se o Mensalão para salvar o que de mais podre sobrar dele. E sobrou.
Dez anos depois, os esgotos estouraram pelo excesso de fezes humanas acumuladas . Fezes SELETIVAS ( para usar uma expressão do dicionário petista ), de gente bacana, os empoderados.

Mas a velha tática vinda dos valhacoutos ( refúgio de margineis ), é negar o acontecido concreto, não o imaginado. Ou seja : nem o que acontece tem força, negar é que tem.
É essa anti-força alucinógena que carrega Dilma e sua trupe à guilhotina. Não importa mais o que dizem : todos sabem, assim como a lâmina amolada e cortante da estrovenga justiceira, que ninguém será decapitado ali inocent





Comentários


Comentar


Sidebar Menu