O caso da Ana Hickmann foi o fim do direito a legítima defesa.- Leila Araújo



 O caso da Ana Hickmann foi o fim do direito a legítima defesa.

Agora, temos que morrer quietinho e sem atrapalhar os planos do vilão, caso contrário, vilões somos nós.

O Brasil é um dos únicos países do mundo onde ser bandido compensa. Aqui bandido sempre é vítima e as vítimas por estas bandas estão sempre colhendo louros estatais, de organizações sem fins lucrativos, da imprensa, e é claro dos bonitinhos que aplaudem certos atos em nome da inveja e do ressentimento. Claro, porque se a vítima for rica ela perde automaticamente o direito de ser vítima e cai direto no banco dos réus.

E em terra de cegos, promotor vira promoter quando a visibilidade é certeira.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu