O império dos desatinos ruiu, os soberanos rumam para o cadafalso




Em certas horas dá pena. Nunca se viu antes tanta gente bacana sendo conduzida à prisão. Homens e mulheres de biografias notáveis, reputadas autoridades, homens públicos de passado limpo, agora são todos fichados como delinquentes. Pior : expostos perante a população enfurecida que, como nos tempos antigos da velha Roma, quer vê-los crucificados e supliciados.


Diante do calvário e da expiação pública, quase todos se deprimem. Choram, se abraçam em família, perdem o gosto pela vida e assistem à destruição inevitável dos bens mal adquiridos e das condições nababescas de vida que levavam. Mas o império está sendo paulatinamente destroçado sem que ninguém possa fugir ou se esconder.
A obra de desmonte e faxina não está ainda no meio, tem uma profundidade e extensão jamais imaginadas por qualquer um de nós, nem mesmo pelos investigadores. A cada dia tem mais surpresas e os tentáculos da justiça precisam ir sempre mais longe a fim de garimpar o fundo dos poços insalubres da corrupção enraizada.


Vai haver ainda mais murmúrios, lamentações e ranger de dentes. Tragédias, sim, também haverá. Possivelmente gente muito importante vai morrer ou suicidar-se . É o preço de um desastre coletivo sem precedentes na história do Brasil, mas inadiável para que o povo e a sociedade sobrevivam..


. O cenário vai ficando esquisito. Teremos de nos acostumar com o vazio de nomes e pessoas que habitavam os nossos cotidianos, nas quais ( muitas ) acreditávamos e confiávamos sem reservas, em razão dos bons históricos que tinham. Queimam-se agora nas fogueiras de São João, e arderão para sempre, belas biografias, ou falsas belas biografias que ilustravam a vida política do país. Outros são apenas delinquentes profissionais, guabirus de garrafas, aqueles que entram no vasilhame e deixam o rabo de fora para garantir a volta. Mas reservo ainda uma lágrima para os idealistas que, por amor ao poder, perderam a honra. Sou fraco : choro.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu