Renan e Collor como defensores? - Virgolino de Alencar


Quando um governante está necessitando da defesa de Collor e Renan, é sinal evidente de que está mal.
Por outro lado, a defesa dessas duas tristes fiuras, representantes da mais lamacenta bandalheira nacional, só estraga cada vez mais uma imagem já bastante estragada.
É o lixo querendo limpar a sujeira.
Com isso, o PT mostra a que veio, quais são seus condenáveis designios, seus objetivos no poder, no qual pregou-se como carrapato e não quer mais despregar-se, salvo no cacete, quando a sociedade acordar desse estado letárgico e tolerante que a joga numa incrível sonolência político-cidadã.
A vaia, que já está fazendo parte de um pequeno bocejo da sonolência, pode ser o começo do despertar. Em seguida virão as manifestações públicas, que esperamos sem vandalismos e nem prejuízos à vida, ao ir e vir da própria sociedade irresignada, mandando um recado aos safados que já passaram da conta no abuso de nossa paciência.
Se não entenderem o recado, aí não haverá jeito, senão o chute na bunda e o empurrão para descarrapatá-los dessa sombra e água fresca que estão vivendo nas doçuras do poder.
Collor, Renan, Maluf e Sarney, agora bons companheiros socialistas, com suas emporcalhadas imagens, vão ser motivo para que a sociedade brasileira ponha a última pá de cal na tumba de um governo que se enterra na lama, colocand-se nos sete palmos abaixo da terra.
E a alma indo para o inferno.
Boa viagem e boa eterna estada no Reino de Lúcifer.
Virgolino de Alencar





Comentários


Comentar


Sidebar Menu