Papo d' Esquina

 JONHSON ABRANTES CONFIRMA EM MEMORIAL QUE SEMPRE HOUVE GASTANÇA NA GRANJA

O advogado Johnson Abrantes que defende o governador Ricardo Coutinho com relação aos gastos da Granja Santana, apresentou extenso memorial no TCE em que questiona o julgamento e os votos dos conselheiros, alegando o causídico que tudo aquilo que está sendo especulado na imprensa como fora do normal sempre foi feito na Granja Santana desde João Agripino na década de 60, e em todas as ocasiões as contas da Casa Civil foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Segundo Johnson, em 2007 o TCE aprovou os gastos da Casa Civil que importaram em R$ 1.747.729,32, quase duas vezes superiores aos 853 mil reais da atual administração. E nos anos subseqüentes a 2007, as mesmas despesas com a manutenção da residência oficial do governador foram identificadas pela auditoria do TCE e nem por isso as contas dos ex-gestores foram reprovadas.

A PARAÍBA, AS NEGOCIATAS E OS CURRAIS ELEITORAIS

Sempre se falou aqui na Paraíba de verdadeiros currais eleitorais, já que o povo em algumas localidades era inteiramente manobrado para onde desejavam os chamados chefes políticos. Agora ao se ouvir o que relata o deputado estadual Vituriano de Abreu (PSC) que fala em esquema de negociata política na Paraíba com fins eleitoreiros, se verifica que tal prática infelizmente ainda persiste. O parlamentar disse publicamente que se alguém quiser disputar vaga na Câmara ou na Assembleia terá que desembolsar muito dinheiro. De acordo com Vituriano, o apoio de um prefeito pode custar algo em torno de R$ 350 mil reais para deputado estadual e o de deputado federal pode chegar até R$ 600 mil. Já um vereador custaria entre 20 e 30 mil reais e os negociantes de apoio já estão agindo Paraíba afora. A questão é de fácil solução, o povo para não se transformar em massa de manobra de ninguém, sabendo de tais negociatas, jamais deve votar em pessoas apontadas por tais políticos ou quem quer que seja. Simples assim.

A PARAÍBA NÃO VAI MAIS REDUZIR NÚMERO DE DEPUTADOS

Por falar em deputados e eleições, a preocupação e verdadeiro martírio de nossos parlamentares parecem que vão chegar ao fim. Esta semana o Senado aprovou uma resolução freando o entendimento do Tribunal Superior Eleitoral com relação à diminuição de nossa bancada federal e estadual. Em meio a muito debate, o Plenário do Senado aprovou projeto que susta os efeitos de resolução administrativa expedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para redefinir o número de deputados federais, estaduais e distritais. Além da perda de dois deputados federais, a Assembleia Legislativa iria perder cerca de cinco deputados estaduais.


RODRIGO SOARES: ‘NÃO DÁ PARA SERVIR A DOIS SENHORES’

Em nota, distribuída para a imprensa, o PT de JP ameaça deixar Couto sem legenda para reeleição em 2014 e avisa que filiados aliados de Ricardo não terão espaço nas eleições do próximo ano.
O Partido dos Trabalhadores de João Pessoa divulgou um nota oficial avisando que os filiados aliados do governador Ricardo Coutinho (PSB) não terão legenda nas eleições de 2014. O próprio presidente da legenda Rodrigo Soares declarou que não dá para servir a dois senhores e os petistas ora fazendo parte da gestão estadual devem deixar os cargos que ocupam. A respeito de tal nota do PT, Wallene Cavalcanti da Executiva do PT e aliada de Couto, revelou que na verdade é como o PT elege sempre um único deputado federal, algumas pessoas estão querendo tirar o deputado Luiz Couto da disputa para assim favorecer Lucélio irmão do prefeito Luciano.Cartaxo.Disse ainda Walllene que os cargos que estão lá não pertencem ao PT e são nomeações pessoais do governador.

HERVÁZIO REBATE ANÍSIO MAIA

O líder da bancada governista na Assembleia, deputado Hervázio Bezerra, rebateu as críticas do líder da oposição, Anísio Maia, enfatizando “eu já disse que o deputado Anísio não tem sintonizado a Rádio Tabajara”, ele continuou dizendo que há cerca de 15 dias ouviu a entrevista do parlamentar de oposição Raniery Paulino na Rádio. Hervázio disse acreditar que outros deputados de oposição também foram entrevistados na rádio oficial da Paraíba e afirmou que é uma questão de agenda. Ele se propôs a intermediar a situação, caso haja queixas, para que mais parlamentares frequentem os programas da Rádio Tabajara com assiduidade. “Anísio tem que aprender a sair do palanque e fazer legislação”, criticou a secretária. Ela defendeu que a Tabajara não instrumentalizada e cumpre sua função. “A rádio Tabajara é uma rádio tradicional na nossa história, não está sendo instrumentalizada de forma nenhuma de maneira política, ao contrário, tem feito um serviço à cultura e a informação”, colocou.

RUY CARNEIRO PREOCUPADO COM FALTA DE ANESTESISTAS

O deputado federal Ruy Carneiro é comprovadamente um político sempre ligado nas questões e problemas que envolvem a nossa população. O mesmo agora mesmo revela através dos meios de comunicação: ‘Estou muito preocupado com a falta de anestesistas nos hospitais públicos da Paraíba. Essa situação vem prejudicando muitos pacientes e comprometendo a vida de muita gente. Tenho certeza de que temos profissionais qualificados em nosso estado para preencher as vagas em aberto, mas cabe ao Governo do Estado tomar as providências dentro do prazo apontado pelo Ministério Público Federal, realizando concurso para novas contratações. A Paraíba clama por melhores condições nos hospitais públicos e particulares!’ Tem razão o parlamentar, realmente é muito preocupante.

CARLOS DUNGA E SEU ATRAPALHADO VOTO

Desde que recentemente assumiu o mandato, o deputado Carlos Dunga tem agido na Assembleia Legislativa sempre de forma muita confusa. Agora na votação da Lei de Transparência de autoria do deputado oposicionista Raniery Paulino, Carlos Dunga chegou até mesmo apresentar emenda para melhorar o citado projeto e agora depois de votar contra, justificou assim: “Votei contra porque entendi que o projeto maior é o projeto da Lei de Transparência, que é uma lei federal que dá visibilidade aos poderes Executivo, Judiciário e Legislativo, então seria uma redundância votar esse projeto onde já existe uma lei exatamente igual. Eu já tinha observado isso, mas mesmo assim apresentei a emenda, pois achei que era um projeto meramente político. Se já existe a lei da transparência, Raniery queria apenas fazer jogo político, queria jogar este projeto contra o governo atual”. Vá entender.

GRUPO SOLIDARIEDADE DESEJA SOLIDARIAEDADE

Dia desses os vereadores João Gonçalves, Felipe Leitão, Marmuthe Cavalcanti e Professor Gabriel ingressaram no novo Partido brasileiro denominado de ‘Solidariedade’ Até ai tudo bem, imaginava-se que seria uma legenda nova com idéias novas, projetos sérios. Ledo engano, em pouco mais de um mês, eis que seus novos filiados já colocaram a faca no pescoço do prefeito Luciano Cartaxo e já avisaram seremos solidários, mas queremos solidariedade, ou seja, queremos cargos na gestão municipal. A propósito, o vereador João Gonçalves já cantou a bola: "Vamos discutir com o prefeito a locação do partido nos quadros da prefeitura, para, aí sim, o partido fazer parte da base de Cartaxo de forma definitiva. Ainda não estamos na base, mas estaremos. Creio que nos próximos dias nos reuniremos com o prefeito para compor esta nova fase da política pessoense", declarou o vereador. Triste política, triste Brasil.


LUPI DIZ QUE SOLIDARIEDADE MOSTRA UM POUCO DA VULGARIDADE DA POLÍTICA BRASILEIRA

A propósito da legenda Solidariedade, o presidente nacional do PDT Carlos Lupi, já anunciou através da imprensa que vai ao Supremo Tribunal Federal questionar a legalidade na criação de tal legenda. Ao falar sobre esse novo partido, Lupi resumiu assim o parto do Solidariedade: “O que fez Paulinho da Força? Ele pegou seis deputados federais em seis Estados diferentes, ofereceu a presidência do novo partido a eles, além de cotas de ajuda do fundo partidário da nova legenda, mostrando um pouco da vulgaridade desta política brasileira comercializada principalmente em função do tempo de tevê e de dinheiro para negociar com os candidatos a governador o que fosse mais vantajoso.” Disse ainda Lupi que a mercantilização dos mandatos levou o PDT a representar contra o Solidariedade. Segundo ele, o Ministério Público requereu investigações policiais. Pelas suas contas, há 16 inquéritos abertos na Polícia Federal para averiguar “falsificações de assinaturas” contidas na lista de apoiadores que o partido de Paulinho levou ao TSE. Realçou que o pedaço podre da lista inclui falsificações das rubricas de dois chefes de cartório e da mulher do senador Cristovam Buarque (DPT-DF). “Até morto apareceu” na lista, acusou Lupi. “Só em Brasília, foram mais de duas mil filiações falsificadas.” Pois é além das revelações de Carlos Lupi, a folha datada de ontem dia 24, revela que dos 23 deputados que migraram para o Solidariedade 13 são investigados 47%, responde inquérito policial ou processos na justiça, inclusive o seu presidente aqui na Paraíba Benjamim Maranhão, citado pelo jornal como envolvido no caso das ambulâncias. O prefeito Luciano Cartaxo tem que tomar muito cuidado para não comprar gato por lebre.


JOÃO PESSOA E SUAS JANELAS QUEBRADAS

Ontem finalmente operários da Seinfra estavam consertando os buracos existentes há meses no Ponto de Cem Réis. Lamentavelmente falta poda nos canteiros e retirada do lixo e entulhos. Outro ponto preocupante é a proliferação rápida de ambulantes, atividade muito combatida e controlada nas gestões de Ricardo Coutinho e Luciano Agra. Outro ponto destoante ocorre num prédio na Praça 1817 que era ocupado pelos engraxates que foram deslocados para uma caçada defronte ao Banco do Brasil e tal edificação teve o telhado arrancado pela Prefeitura, que deixou lá sem definição uma verdadeira favela, que vem servindo para acomodar moradores de rua e para despejo de lixo.

PENSAMENTO

CONTINUIDADE - A vida é ininterrupta. A morte também. Só que por muito mais tempo. Millor Fernandes

Esta coluna é publicada no http:/www.blogdopedromarinho.com e em cinco portais




Comentários


Comentar


Sidebar Menu