João Pessoa e suas janelas quebradas



 Uma caminhada pelo Bairro do Bessa e o que se observa é muito lixo,  buracos e o mato crescido nos canteiros das vias, sem falar no descaso com os canais do Bessa, que são áreas de preservação ambiental e pouco a pouco vão se transformando em grandes lixões e áreas de despejos das construtoras, sem que a Prefeitura fiscalize e puna ninguém. Os secretários e assesores de Luciano Cartaxo, precisam andar pela cidade e adotar providências para a solução dos problemas. A cidade de João Pessoa jamais esteve tão suja e tão descuidada.

 

Obs:Dois criminologistas da Universidade de Harvard, James Wilson e George Kelling, publicaram a teoria das "janelas quebradas" em The Atlantic, em março de 1982. A teoria baseia-se num experimento realizado por Philip Zimbardo, psicólogo da Universidade de Stanford, com um automóvel deixado em um bairro de classe alta de Palo Alto (Califórnia). Durante a primeira semana de teste, o carro não foi danificado. Porém, após o pesquisador quebrar uma das janelas, o carro foi completamente destroçado e roubado por grupos vândalos, em poucas horas.De acordo com os autores, caso se quebre uma janela de um edifício e não haja imediato conserto, logo todas as outras serão quebradas.
 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu