Ricardo é o candidato: presidente do PT pede ao TRE-PB que suspenda registro de candidatura de Anísio Maia

 
Publicado por: Gerlane Neto em 25/09/2020 às 10:09


Polemicaparaiba


A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleise Hoffmann, pediu à Justiça Eleitoral da Paraíba a suspensão do registro de candidatura do deputado Anísio Maia a prefeito de João Pessoa. Mais cedo, o Ministério Público Eleitoral também impugnou à postulação do parlamentar. ,

A petista afirma, por meio de seus advogados, que a convenção que homologou o nome de Anísio foi anulada e substituída pela decisão da executiva nacional, que deliberou por apoiar Ricardo Coutinho, do PSB.

Veja o argumento de Gleise:

No dia 16.09.2020, às 17h, foi realizada a Convenção Municipal do Partido dos Trabalhadores, presidida pela sra. Giucélia Araújo de Figueiredo. Nesta convenção, fora deliberado que o Partido dos Trabalhadores lançaria candidatura própria, com o candidato Anísio Soares Maia (PT) e coligaria com o PCdoB, com o candidato a vice, Percival Henriques de Souza.

No mesmo dia, o Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores emitiu Resolução sobre a tática eleitoral em João Pessoa/PB comunicando o resultado da deliberação realizada de forma virtual [apoio ao PSB].

Ou seja, deliberou este Órgão Nacional de Direção Partidária pela anulação da Convenção Partidária Municipal, posto que esta contraria a diretriz de que o Partido dos Trabalhadores no Município de João Pessoa/PB coligaria com o PSB, podendo indicar um nome ao cargo de Vice-Prefeito, tendo Ricardo Coutinho (PSB) como
candidato à Prefeito.

Assim, ainda no dia 16.09.2020 foi convocada a Convenção Municipal Extraordinária PT, presidida pela Secretária Nacional de Organização do Partido, Senhora Sônia Braga, “para deliberar, em razão de decisão do Diretório Nacional, única e exclusivamente em relação à coligação majoritária com o PSB, apoiando a candidatura a prefeito o Sr RICARDO COUTINHO”.

Na Ata Convenção Municipal do PSB (DOC. 04), que firmou a Coligação “A Força do Povo” (PT e PSB), por sua vez, consta a possibilidade de indicação de nome pelo PT para substituição de candidatura que, eventualmente, pudesse precisar de substituição, como, de fato, ocorreu.

Entretanto, em que pese a diretriz expressa proveniente do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, no dia 17.07.2020, fora enviada à Justiça Eleitoral o Requerimento de Registro de Candidatura (RRC) do Sr. Anísio Soares Maia, pela Coligação “Unidos por João Pessoa”, processo número 0600120-72.2020.6.15.0064.

Diante destes fatos, portanto, impugna o Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores o Registro de Candidatura de Anísio Soares Maia.


Paraíba confirma 567 novos casos de Covid-19 em 24h; total de mortes chega a 2.778 e 119.134 infectados


Até o momento, 362.482 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. ​



Por FOLHAPRESS
 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. (Foto: Reprodução)
A Paraíba registrou 567 novos casos de Covid-19 e 16 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta sexta-feira (25), 119.134 pessoas já contraíram a doença, 92.668 já se recuperaram e 2.778, infelizmente, faleceram. Até o momento, 362.482 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Casos Confirmados: 119.134
Casos Descartados: 160.216
Óbitos confirmados: 2.778
Casos recuperados: 92.668
Total de municípios: 223
A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 31%. Em Campina Grande estão ocupados 32% dos leitos de UTI adulto e no sertão 39% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 567, nos quais 10 municípios concentram 349 casos, o que representa 61,55% dos casos em toda a Paraíba.

São eles:

João Pessoa, com 95 novos casos, totalizando 29.339;
Campina Grande, com 77 novos casos, totalizando 13.007;
Alagoa Grande, com 32 casos novos, totalizando 1.502;
São Bento, com 32 novos casos, totalizando 2.921;
Sousa, com 27 casos novos, totalizando 2.023;
Itaporanga, com 22 novos casos, totalizando 800;
Pirpirituba, com 18 casos novos, totalizando 359;
Santa Rita, com 16 casos novos, totalizando 3.341;
Mogeiro, com 15 casos novos, totalizando 320;
Pocinhos, com 15 casos novos, totalizando 251.
*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 25/09, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 167 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 16 óbitos registrados nesta sexta ocorreram entre 02 de junho e 25 de setembro, 07 deles nas últimas 48 horas, entre residentes de 11 municípios. Os pacientes tinham idade entre 05 meses e 99 anos, 06 deles tinham menos de 65 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente. Dos locais, três ocorreram em hospitais privados, um em residência e os demais em hospitais públicos.

Mulher, 70 anos, residente em Coremas. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 10/09/2020. Foi a óbito em residência no dia 25/09/2020.

Mulher, 85 anos, residente em Piancó. Cardiopata. Início dos sintomas em 10/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/09/2020.

Homem, 75 anos, residente em Rio Tinto. Hipertenso e cardiopata. Início dos sintomas 14/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/09/2020.

Homem, 69 anos, residente em Tenório. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 16/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/09/2020.

Homem, 62 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso e portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 13/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/09/2020.

Homem, 27 anos, residente em Mamanguape. Cardiopata. Início dos sintomas em 15/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 24/09/2020.

Homem, 85 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, cardiopata e portador de neoplasia. Início dos sintomas em 18/09/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 23/09/2020.

Homem, 73 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 23/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 22/09/2020.

Mulher, 65 anos, residente em Serra Branca. Hipertensa e obesa. Início dos sintomas em 17/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/09/2020.

Homem, 37 anos, residente em Cachoeira dos Índios. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 27/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/08/2020.

Criança, sexo masculino, 05 meses, residente em Santa Luzia. Portador de atresia esofágica. Início dos sintomas em 21/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 27/08/2020.

Mulher, 35 anos, residente em João Pessoa. Portadora de doença renal. Início dos sintomas em 16/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/07/2020.

Mulher, 29 anos, residente em Pocinhos. Diabética, cardiopata, obesa e portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 08/07/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 19/07/2020.

Mulher, 77 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 22/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/07/2020.

Mulher, 99 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 30/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 10/06/2020.

Mulher, 88 anos, residente em João Pessoa. Comorbidade não informada. Início dos sintomas em 21/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 02/06/2020.


Irmãos vão disputar mesmo cargo na CMJP: “O sol nasce para todos”

 


Uma disputa inusitada irá acontecer nas eleições deste ano para a Câmara Municipal de João Pessoa.

É que disputando duas das 27 cadeiras da CMJP estarão dois irmãos: o atual vereador Bosquinho (PV) e sua irmã Simone Lima (Patriota).

De acordo com Simone apesar de concorrer com o irmão, o sol nasce para todos e ainda de acordo com ela, é hora das mulheres passarem a participar mais da política.

“O sol nasce para todos, cada um faz o seu. A vida continua. Já ajudei vários candidatos e achei que a minha vez é agora, é hora da mulher”, declarou.

PB Agora

 


Apto para disputa: RC emite nota e nega inadimplência com justiça eleitoral

O ex-governador da Paraíba e atual candidato à prefeitura de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), emitiu nota na tarde desta sexta-feira (25), para esclarecer que está quite com a justiça eleitoral, tendo, inclusive, já enviado todos os comprovantes de sua situação às autoridades competentes desde o ano de 2015.

Mais cedo o Ministério Público Eleitoral ingressou com um pedido de impugnação do registro de candidatura do socialista justamente por existência de inadimplência e ausência do pagamento de multas no tocante à quitação eleitoral.

A respeito da impugnação ao registro da minha candidatura, realizada nesta sexta feira (25) pelo Ministério Público Eleitoral, informo que as multas questionadas já haviam sido quitadas perante a Procuradoria da Fazenda desde 2015 e os comprovantes já foram enviados para baixa no sistema da justiça eleitoral.

RICARDO COUTINHO
João Pessoa, 25 de setembro de 2020

 

PB Agora


Geólogo acusa o governo Bolsonaro de dar carta branca para o desmatamento


O Pantanal, viu o fogo destruir em 2020 o equivalente a 10 vezes a área de vegetação perdida entre 2000 e 2018
26 de setembro de 2020, 05:20 h Atualizado em 26 de setembro de 2020, 05:27
...
Pantanal
Pantanal (Foto: CBMMS via Fotos Publicas)
Siga o Brasil 247 

Sputnik – Segundo geólogo e professor de Gestão Ambiental Pedro Luiz Côrtes, além de perpetuar práticas culturais nocivas, o governo brasileiros incentiva o desmatamento ao desmontar as estruturas de fiscalização.

Dados divulgados pelo IBGE mostram que o tamanho da devastação dos biomas brasileiros equivale ao território da Espanha. Entre 2000 e 2018, o Brasil perdeu 8,3% da vegetação natural. O bioma mais preservado nesse período, o Pantanal, viu o fogo destruir em 2020 o equivalente a 10 vezes a área de vegetação perdida entre 2000 e 2018.

Após os números assustadores do levantamento do IBGE, a perspectiva de 2019 e 2020 é de aumento na degradação do território brasileiro? Sputnik Brasil conversou sobre o tema com o geólogo Pedro Luiz Côrtes, pesquisador da Universidade de São Paulo (USP) e professor de Gestão Ambiental.

Segundo ele, as perdas ambientais e a degradação do território brasileiro se verifica desde o período colonial, "diante de uma visão antropocêntrica", segundo a qual os recursos naturais devem atender às demandas dos homens e não precisam ser preservados. Ou seja, a queimada e o desmatamento existem há séculos e são praticamente um fator cultural.

"Essa visão que nós temos predominante hoje é a mesma que verificamos ao longo de todo o período colonial. Ou seja, são práticas ancestrais que permanecem até hoje, degradando o meio ambiente sem que uma visão mais preservacionista ganhe lugar em relação à essa visão antropocêntrica", afirmou Pedro Luiz Côrtes.

Ao comentar à pesquisa do IBGE, que englobou um período até 2018, o geólogo destacou que a Amazônia e o Cerrado foram os biomas mais afetados. Desde então, no entanto, ele lembrou que o Pantanal também está sendo vítima de uma tragédia ambiental, com uma devastação sem precedentes.


"O crescimento recorde se justifica pela falta de fiscalização efetiva. Ao longo dos últimos anos nós tivemos uma redução na equipe do Ibama. Essa redução foi mais significativa a partir do ano passado, quando assumiu o novo governo. E nós temos, em pronunciamentos do governo, seja do presidente, seja do ministro do Meio Ambiente, muitas vezes críticas à fiscalização. Ou seja, além da fiscalização ter sido reduzida, o governo critica os procedimentos de fiscalização. Obviamente isso funciona como uma espécie de carta branca aos grileiros, a todos que querem fazer uma ocupação irregular de terras públicas", alertou o especialista.

O professor destacou que muitas queimadas ocorrem em terras da União, sem qualquer tipo de ressarcimento ao governo pelo uso de terras públicas. Com a redução da fiscalização, a situação tende a ficar crítica.

Segundo pesquisador, uma outra atitude a contribuir para previsões pessimistas na área ambiental seria o questionamento, por parte do governo, das informações e dados colhidos por cientistas e pesquisadores da área. Um exemplo disso seria a desconfiança do Planalto quanto aos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), sem considerar que o instituto é um órgão do governo, com ligação muito forte com própria Força Aérea brasileira.


"O governo insiste em criticar o Inpe, como se esse fosse um organismo independente, preocupado em atacar o governo, em só apresentar dados negativos. Os dados do Inpe são públicos e estão apresentados em seu site, é onde a imprensa vai buscar as informações", explicou o entrevistado.

Dessa forma, reduzindo a fiscalização e a divulgação dos dados, sem atuar de forma contundente na preservação e reconstrução dos biomas, segundo Côrtes, os grupos interessados em práticas como desmatamento e queimadas se sentem acolhidos pela liderança federal.

"A partir dos critérios científicos é possível reconstruir as áreas degradadas. Seja na Amazônia, seja no Cerrado, seja no Pantanal. É claro que, diante da destruição de certas áreas, essa recuperação pode ser muito lenta, mas ela é necessária. [...] Com isso você recompõe os biomas. Recompõe os serviços ecossistêmicos que esses biomas oferecem, como preservação dos recursos hídricos e climáticos. [...] e redução dos gases do efeito estufa", concluiu o professor.


Vídeo - Michelle Bolsonaro quer censurar a música Micheque, dos Detonautas


Primeira-dama se prepara para entrar com ação judicial contra a banda de rock Detonautas, pela música que satiriza os depósitos de R$ 89 mil em sua conta bancária, feitos pelo ex-assessor do clã Bolsonaro Fabrício Queiroz. Ela quer que a música seja retirada da internet
25 de setembro de 2020, 20:33 h Atualizado em 26 de setembro de 2020, 05:14
204
44

(Foto: Isac Nóbrega/PR | Reprodução)
Siga o Brasil 247 

247 - A primeira-dama Michelle Bolsonaro se prepara para processar a banda de rock Detonautas, por conta da música Micheque, que faz uma sátira aos depósitos de R$ 89 mil em sua conta bancária, feitos pelo ex-assessor do clã Bolsonaro Fabrício Queiroz.

Michelle Bolsonaro se diz vítima de injúria, calúnia e difamação e quer que a música seja imediatamente removida de todas as playtaformas e proibida de ser executada em qualquer lugar público ou privado.

Assista ao vídeo da música:

 


Veja a letra de "Micheque", composta pelo vocalista Tico Santa Cruz:

Hey, Michelle, conta aqui para nós


A grana que entrou na sua conta é do Queiroz?

Hey, capitão, como isso aconteceu?

Levante a mão pro alto e agradeça muito a Deus


Zero um é o Willy Wonka

Zero dois é o Bananinha

Zero três, o Tonho da Lua que comanda a turminha.

Passa o dia conspirando, arrumando confusão

Mas é tudo gente boa, gente de bom coração

Hey, Michelle, conta aqui para nós

A grana que entrou na sua conta é do Queiroz?

Hey, capitão, como isso aconteceu?

Levante a mão pro alto e agradeça muito a Deus

Se liga rapá, quem tu tá pensando que enganou?

Agora vem cá e mostra tudo que você pregou

Porque eu, sei lá, quando a gente passa alguém pra trás

E fica impunemente sempre se arriscando mais!

O risco é maior e a ganância toma tudo então

E quanto mais tem mais se sente o dono da situação

Só que comigo não. Nunca me enganou

Então responde logo como essa grana aí entrou


Pandemia já causou despesas de R$ 411 bilhões para o governo federal


Dados de despesas de combate à covid-19 e aos seus efeitos são do Painel Cidadão Siga Brasil

Fila para pagamento do auxílio emergencial em Caruaru (PE). Foto: Divulgação/Prefeitura de Caruaru

De acordo com o Painel Cidadão do Siga Brasil, ferramenta para acompanhar a execução do orçamento brasileiro, o governo federal já pagou R$ 411,83 bilhões em 2020 em despesas ligadas diretamente ao combate ao coronavírus e às consequências sociais e econômicas da pandemia. Desse total, mais da metade foi destinada para pagar o auxílio emergencial para mais de 60 milhões de pessoas: R$ 213,02 bilhões.

O auxílio emergencial acabou ficando em cinco parcelas de R$ 600, contra as três inicialmente previstas. Também já houve a prorrogação da ajuda por mais quatro meses, mas no valor de R$ 300. Nas últimas semanas, muitos senadores vêm se manifestando em defesa da prorrogação do auxílio no valor de R$ 600 até o fim do ano, pelo menos, para que as famílias consigam superar os impactos da pandemia mais facilmente.

Os senadores do PT Rogério Carvalho (SE) e Paulo Rocha (PA) falaram à Agência Senado nesta sexta-feira (25). Para eles, o gasto com a pandemia foi em grande parte para programas, projetos e áreas sociais, tipo de investimento que o PT sempre defendeu.


Para Paulo Rocha, gastos com financiamento de políticas públicas nas áreas de saúde e educação, por exemplo, são necessários para ajudar no enfrentamento da pandemia e no cenário pós-pandemia. Ele disse apoiar a ideia de transformar o Senado em um grande fórum de debates para que o país encontre saídas econômicas, políticas e sociais quando a pandemia acabar. Rogério Carvalho sugeriu que o governo aumente ainda mais os gastos para que o auxílio emergencial possa ser de R$ 600 até o fim do ano.

“Os 300 reais não são suficientes para que as famílias possam sobreviver até o final de 2020, em plena pandemia ainda”, disse Rogério Carvalho.

O Painel Cidadão mostra, em números atualizados, que o total de despesas autorizadas este ano ligadas ao coronavírus somam R$ 591,87 bilhões, sendo que R$ 411,83 bilhões já foram efetivamente pagos, ou seja, o dinheiro foi pago pelo governo e foi para o bolso de um cidadão que recebeu o auxílio emergencial, por exemplo, ou foi para um dos estados no auxílio financeiro emergencial, ou, ainda, foi gasto para comprar máscaras, álcool em gel, luvas ou respiradores para algum hospital.

O auxílio financeiro emergencial a estados, Distrito Federal e municípios, mostra o Painel Cidadão, tem gastos de R$ 62,15 bilhões; o programa de manutenção do emprego e renda tem R$ 24,24 bilhões gastos com o benefício emergencial para empregados e R$ 17 bilhões com financiamento de folhas salariais. Outro exemplo é a isenção dos beneficiários da tarifa social de energia elétrica, entre abril e junho, que consumiu R$ 900 milhões.

Acesse os dados no Painel Cidadão do Siga Brasil. (Agência Senado)


Justiça mantém obrigação para Flordelis usar tornozeleira eletrônica


Defesa da deputada alegou constrangimento ilegal

Justiça mantém obrigação para Flordelis usar tornozeleira eletrônica
Os advogados pleitearam ainda, no mérito, que ela fosse liberada de todas as medidas cautelares impostas Foto: Fernando Frazão/ ABr

A Justiça do Rio de Janeiro manteve a obrigação da deputada federal Flordelis em usar tornozeleira eletrônica. A decisão, publicada na quinta-feira (24), pelo desembargador Celso Ferreira Filho, foi divulgada nesta sexta-feira (25).

A defesa de Flordelis pleiteava, através de habeas corpus, que ela não fosse obrigada a usar tornozeleira, alegando que a deputada estaria submetida a constrangimento ilegal, sendo ré primária e que, além disso, já havia sido decretado o seu recolhimento noturno. Também argumentaram que Flordelis já havia entregue o seu passaporte.

Os advogados pleitearam ainda, no mérito, que ela fosse liberada de todas as medidas cautelares impostas e que a questão fosse levada à apreciação da Câmara dos Deputados, que decidiria sobre a possibilidade de aplicação de medidas cautelares diversas da prisão. A deputada tem imunidade parlamentar e não pode ser presa, a não ser em flagrante delito.

O desembargador, contudo, não acolheu as razões da defesa, e resolveu manter a obrigação da parlamentar utilizar tornozeleira eletrônica.

“Como discorrido neste aresto, o Poder Judiciário estadual é competente para decretar medidas cautelares diversas da prisão, tanto em substituição à prisão em flagrante delito quanto em graves e excepcionais circunstâncias, desde que não impossibilitem o pleno e regular exercício do mandato parlamentar, como no caso dos autos, não havendo sido expedido mandado de prisão em desfavor da ré. Portanto, ausentes os requisitos autorizadores da concessão do pleito liminar, tenho por indeferi-lo”, decidiu Ferreira Filho.

A deputada é acusada e ter participado da morte de seu marido, pastor Anderson do Carmo, com a colaboração de outros filhos. O crime aconteceu no dia 16 de junho de 2019, quando ela e Anderson recém haviam chegado em casa, em Niterói.(ABr)

 

Diariodopoder.com.br

 

 


“Trem da alegria” na AGU irritou o Planalto e deve ser investigado


Esperteza tentava burlar reforma administrativa do próprio governo, decretando promoções em massa de 92% do efetivo

AGU recorre de decisão que suspendeu bloqueio em universidades
Esperteza tentava burlar reforma administrativa do próprio governo, decretando promoções em massa de 92% do efetivo da AGU

Pode custar caro para seus responsáveis a tentativa de “trem da alegria” na Advocacia Geral da União (AGU), que quase burlou a reforma administrativa do próprio governo, decretando promoções em massa de 92% do efetivo. A esperteza provocou indignação do Planalto e deve ser investigada. A reforma prevê o fim das promoções por “antiguidade”, condicionando-as ao mérito. Tentaram promover todos por antiguidade, na AGU antes que a reforma seja aprovada e entre em vigor. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Bolsonaro mandou suspender a presepada diante do risco de iniciativas igualmente oportunistas de outras corporações de servidores “de elite”.

O Tribunal de Contas da União (TCU) estava pronto para anular nesta sexta (25) o ato da AGU que promoveu 607 pessoas de uma vez.

O líder do governo, Ricardo Barros (PP-RJ), foi dos primeiros a reagir: fez um projeto de decreto legislativo que anulava o trem de alegria.

 

Diariodopoder.com.br

 

 


Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta. Presidente vai retirar um cálculo na bexiga

Por Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro fará nesta sexta-feira (25), uma cirurgia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para a retirada de um cálculo na bexiga. A cirurgia está prevista para começar por volta das 10h30.

Nesta quinta-feira, o presidente esteve no Rio de Janeiro para participar da solenidade de inauguração de novas estruturas e entrega equipamentos à superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Rio de Janeiro. Durante o evento, ele anunciou que o governo pretende abrir mais 2 mil vagas para a PRF entre o final deste ano e o início do ano que vem.

Mais tarde, Bolsonaro foi para São Paulo onde gravou a live que ele tradicionalmente realiza nas quintas-feiras. Nesta noite, a transmissão teve a participação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e tratou, entre outros temas, das queimadas no Pantanal.

Edição: Fábio Massalli


PB não é só RC e Anísio. Lutas ferrenhas são travadas em todo o Estado

 

O curso da história não dá trégua. E isso é a fabulosa mágica da vida, a vida que nos faz seres humanos, únicos em todo o reino animal. Agora, buscando de forma sutil, essa certeza se enquadra na política. Vê-se que ela é tão complexa quanto à própria natureza. A política humana. Dos gregos antigos à atualidade. Dos que habitavam em árvores até casas de alvenaria. Isso não importa!

Em lente atômica e microscopia, pode-se ver, por exemplo, o esforço hercúleo do governador João Azevêdo (Cidadania) em obter o maior número de prefeitos e vereadores nos 223 municípios paraibanos e estancar, de uma vez por todas, a força política do seu ex-aliado e ex-governador, Ricardo Coutinho (PSB).

No mesmo diapasão de sobreviver ou morrer, Coutinho trava uma luta interna e externa para consolidar seu nome como candidato a prefeito de João Pessoa, estando o Partido dos Trabalhadores como aliado (embora resistências tenham) lhe garantido fundo partidário, eleitoral e tempo nos meios de comunicação.

Agora saindo do litoral e subindo exatamente para o Agreste da Borborema, estando a cidade de Campina Grande como grande entreposto comercial, cultural e universitário, uma luta quase secular é cravada. O Podemos oficializou, no dia 13 de setembro, o nome de Ana Cláudia Vital como candidata a prefeita da ex-Villa Nova da Rainha.

O Partido Social Democrático (PSD) oficializou, no dia 12 de setembro, o nome de Bruno Cunha Lima. Do Clã Cunha Lima, é adversário mortal aos Vital do Rêgo. Uma luta histórica que vem desde a época dos tropeiros da Borborema.

Correndo por fora temos pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B) a candidatura do deputado estadual Inácio Falcão e por aí prossegue. Por fim, a Paraíba está efervescendo.

Temos as campanhas proporcionais, citando, como exemplo concreto a obstinação do deputado estadual Felipe Leitão (Avante) em eleger seu pai, o empresário e ex-deputado estadual Mikika Leitão, o périplo diário do também deputado estadual Tião Gomes (Avante) que, no seu oitavo mandado consecutivo mostra uma musculatura política invejável.

E não se faz necessário falar da força política do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), Raniery Paulino e Camila Toscana, herdeiros políticos dos seus respectivos pais, Roberto Paulino, ex-governador e ex-prefeito de Guarabira e Zenóbio Toscano (recentemente falecido) e também ex-prefeito de Guarabira.

Por isso tudo e muito mais, não posso contemplar no artigo de hoje todas as regiões do Estado. Mas uma coisa é certa: nem só de Anísio Maia e Ricardo Coutinho vive a Paraíba.

Eliabe Castor
PB Agora

 


Não teve reza que desse jeito: Crivela está inelegível por seis anos

 O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) decidiu tornar o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), inelegível por seis anos, por abuso de poder político e conduta vedada a agente público. A votação desta quinta-feira (24) foi por unanimidade, por 7 votos.

Na terça (22), o julgamento tinha sido interrompido com um placar de 6 a 0, quando o desembargador Vitor Marcelo Rodrigues havia pedido vistas para analisar o processo. Rodrigues argumentou ter tido pouco tempo para se inteirar sobre o julgamento – ele foi nomeado no TRE no último dia 31 pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O prefeito foi condenado também a pagar multa de até R$ 106,4 mil. A decisão prevê a imediata comunicação ao Juízo Eleitoral responsável pelo registro das candidaturas, independentemente de recurso. A defesa do prefeito diz que ele vai recorrer e que estará apto para concorrer à reeleição.

blogdotiaolucena

 


Sidebar Menu