Como acelerar o carregamento dos seus vídeos no Youtube

 Se você gasta horas assistindo a vídeos no YouTube e outros sites do gênero, o SpeedBit Video Accelerator é uma ferramenta indispensável no seu computador. Este popular aplicativo do Baixaki usa algoritmos e tecnologias de última geração para criar múltiplas conexões com os servidores dos serviços de hospedagem, acelerando o streaming das gravações.

Além do produto da Google, este aplicativo possui suporte para acelerar o carregamento de vídeos do Vimeo, MySpace, Metacafe, Dailymotion, Facebook, 5min, Reuters, Photobucket, Bebo, Break, ESPN, AOL, CNN, Discovery e Veoh. O software é compatível com os principais navegadores da atualidade.

Qual foi o primeiro celular com tela colorida do mundo?

O Siemens S10 é considerado o primeiro telefone com uma tela colorida. Lançado em 1998, o aparelho nem de perto lembra as telas que são equipadas nos smartphones de hoje, mas representou uma grande inovação para a época.

Entretanto, o dispositivo contava com apenas quatro cores: vermelho, verde, azul e branco, e por isso não chegou a revolucionar.

Dois anos depois, chegava ao mercado um aparelho que realmente fez uma boa utilização de uma tela colorida: o Nokia 9210. Lançado em 2000, o dispositivo contava com uma tela LCD de 640 x 200 pixels e uma interface que permitia acessar a web, jogar games e visualizar imagens.

Mas o primeiro celular com tela colorida que se popularizou (ao menos nos Estados Unidos), foi o Ericsson T68, que custava 600 dólares. Era bonito, compacto e repleto de recursos interessantes. A tela era de 256 cores com resolução de 101 x 80 pixels.

E você? Qual foi o seu primeiro aparelho com tela colorida? Lembra-se de qual foi o primeiro que se popularizou no Brasil? Deixe o seu comentário.

FONTE(S)

Conheça as novidades do Windows 10 em seis telas; um resumo básico

 A Microsoft surpreendeu a todos: pulou a versão nove de seu sistema operacional, com a justificativa de que o Windows 10 é um marco que vai trazer o melhor do Windows 7 e Windows 8, com recursos úteis para desktop. Há várias novidades prometidas, mas algumas merecem mais destaque. Confira abaixo um resumo do que esperar do software que, apesar de chegar só em 2015, já agradou muita gente.

 

1) Botão Task View

Prévia dos programas está com miniaturas maiores (Foto: Divulgação)Prévia dos programas ganhou miniaturas maiores para facilitar identificação (Foto: Divulgação)

A prévia de programas abertos mudou. As miniaturas estão maiores, o que torna mais fácil identificar o app e trabalhar com multitarefa. Para acessá-la, continua valendo o conhecido comando Alt+Tab.

2) Menu Iniciar

Menu Iniciar voltou integrado às janelas animadas do Windows 8 (Foto: Divulgação)Menu Iniciar voltou integrado às janelas animadas do Windows 8 (Foto: Divulgação)

Para os que não se acostumaram com o Menu Iniciar do Windows 8, a Microsoft garantiu trazer de volta o ambiente familiar da versão 7. Compacto, o menu mostra um conjunto de apps instalados ao lado de janelas com diversos conteúdos organizados em blocos dinâmicos (live tiles), como clima e notícias.

Os blocos dinâmicos podem ser rearranjados e redimensionados livremente, já que o menu se ajusta ao tamanho automaticamente. Há também atalhos para contatos e websites prediletos, tudo com um design mais agradável e, definitivamente, mais moderno, além de uma caixa de busca interna e web.

3) Melhorias na função Snap

Qualquer app pode tomar um lado inteiro da tela (Foto: Divulgação)Qualquer app pode ocupar um lado inteiro da tela (Foto: Divulgação)

Ao contrário da maneira confusa implementada no Windows 8, a utilização de programas clássicos com apps modernos no Windows 10 será facilitada. Tudo se dará no mesmo ambiente, e será possível até mesmo separar o Task View em um dos lados da tela, mantendo um software sempre aberto do lado.

4) Fixação de itens mais usados

Apps, programas e pastas podem ser fixados na barra inferior ou no Iniciar (Foto: Divulgação)Apps, programas e pastas podem ser fixados na barra inferior ou no Iniciar (Foto: Divulgação)

iPhone 6 no Brasil? Baterias dos smarts Apple são homologadas pela Anatel

 Os iPhones 6 e iPhone 6 Plus podem estar a caminho do Brasil. A prova disso é a homologação de suas baterias pela Anatel, já acessível pelo site oficial do órgão regulatório. Em comparação, a última geração do gadget, o iPhone 5S, foi lançado em setembro e chegou ao Brasil em novembro, cerca de dois meses depois.

iPhone 6 contra todos: qual o melhor smartphone do mercado?

iPhone 6 Plus tem tela gigante de 5,5 polegadas e configurações poderosas (Foto: Elson de Souza/TechTudo) (Foto: iPhone 6 Plus tem tela gigante de 5,5 polegadas e configurações poderosas (Foto: Elson de Souza/TechTudo))Estão chegando? Anatel homologa bateria dos novos iPhones (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

 Além da proximidade do possível desembarque dos novos smarts da Apple, as baterias dão indícios de que os modelos vendidos nacionalmente serão os mesmos dos Estados Unidos. Com isso, produtos comprados no exterior, poderão ser reparados no Brasil sem problemas. Caso seja necessário trocar a bateria, por exemplo, bastará adquirir em uma assistência técnica local.

Baterias dos iPhones 6 e 6 Plus já foram homologadas pela Anatel (Foto: Reprodução/Anatel) (Foto: Baterias dos iPhones 6 e 6 Plus já foram homologadas pela Anatel (Foto: Reprodução/Anatel))Baterias dos iPhones 6 e 6 Plus já foram homologadas pela Anatel (Foto: Reprodução/Anatel)

 

 

 

Modelos vendidos em alguns países da Europa e na Austrália, por outro lado, podem ter alguns componentes diferentes, o que dificulta a manutenção de aparelhos vindos desses locais. Ainda não há qualquer previsão oficial para a chegada dos iPhones 6 e 6 Plus no Brasil, mas espera-se que estejam disponíveis nas prateleiras a tempo para as compras de Natal.

Apple libera atualização do iOS 8 após bugs na última versão do sistema

A Apple liberou para download a atualização 8.0.2 do iOS 8, nesta quinta-feira (25), após a falha de conectividade apresentada pela versão 8.0.1, que logo foi tirada do ar pela companhia. O update é recomendado para quem tem iPhones e iPads.

iPhone 6 Plus ‘torto‘? Entenda sobre deformação na carcaça e veja histórico

Apple atualiza iOS 8 para corrigir bugs da versão anterior (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)Apple atualiza iOS 8 para corrigir bugs da versão anterior (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

A primeira e mais importante função do iOS 8.0.2 é consertar o que a versão anterior fez de errado. Lançada no começo da semana, o update 8.0.1 trouxe dificuldades para os usuários se conectarem às redes de celulares com o iPhone 6. Além disso, a atualização também fez com que o Touch ID parasse de identificar a digital dos proprietários.

Apple finalmente soltou a atualização 8.0.2 do iOSiOS 8.0.2 conserta erros do update anterior (Foto: Reprodução/Pedro Cardoso)

Todas as funções a seguir também estavam presentes no iOS 8.0.1, mas vale relembrar:

Acessibilidade

O principal erro de acessibilidade que a atualização corrige é a troca do teclado para o original do iOS no momento em que o usuário seleciona um campo indicado para digitar uma senha no aparelho. Além disso, o update 8.0.2 promete melhorar os recursos de acessibilidade nos novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus.

Bug do teclado no iOS 8Apple corrigiu bug do teclado do iOS 8 (Foto: Reprodução/Pedro Cardoso)

Fotos

Dois bugs semelhantes comprometiam o sistema: um que dificultava o usuário de subir fotos e vídeos a partir do Safari e outro que impedia que alguns aplicativos acessassem a Biblioteca de fotos do aparelho. Com o novo update, a Apple solucionou esses problemas.

Ringtones, Compartilhamento Familiar e HealthKit

O iOS 8.0.2, assim como o 8.0.1, também corrigiu o bug que fazia com que alguns ringtones não fossem restaurados a partir de backups do iCloud. O update também melhora o recurso de Compartilhamento Familiar para compra de aplicativos e ainda resolve o problema que impedia que apps do HealthKit fossem disponibilizados na App Store. Para completar, a atualização também impede que o aparelho consuma mais dados do que o esperado ao receber SMS ou MMS, como ocorria em versões anteriores.

fonte: techtudo

Apple já prepara lançamento do iOS 8.1, 8.2 e 8.3 em sequência para próximo ano



 A Apple sempre costuma lançar atualizações maiores para o iOS, estas que vem acompanhadas não somente de melhorias, mas também de novos recursos que vem sendo testados de acordo com o histórico de atualizações menores (como por exemplo, 8.0.x). E por falar nessa mais nova atualização, a empresa parece já estar agendando as próximas atualizações do sistema, estas que deverão ser lançadas em uma sequência cronológica bem definida.

As informações obtidas pelo site 9to5mac, vindas de duas fontes diferentes (um desenvolvedor de aplicativos que possui uma certa relação com hardware), indicam que a empresa já está testando três versões com funcionários internos da empresa. A segunda fonte do site é o próprio Google Analytics, que registrou visitas para o 9to5mac.com de dispositivos utilizando as versões do iOS 8.1iOS 8.2 e iOS 8.3 por curtos períodos, isso três meses antes do lançamento do iOS 8.0 (somente na versão 8.1).

Essas atualizações, no entanto, não deverão apenas trazer melhorias de software para os dispositivos, mas também de hardware. Isso também muda um pouco a estratégia da empresa de lançar atualizações em períodos mais longos (como nos finais dos anos), o que pode trazer aos usuários mais comodidade, pois trará para os iGadgets mais integração entre o software e hardware.

Outra possibilidade sobre as atualizações programadas é exatamente sobre a aceleração do seu processo de desenvolvimento do iOS 9.0, que deverá ser lançado no mesmo período em que costuma fazer - entre setembro e outubro (de 2015, neste caso). Ao lado de um novo hardware, a empresa também pode lançar a nova versão do iOS com as melhorias adotadas ao longo deste ano.

As atualizações significativas do iOS 8 deverão ser liberadas ao longo dos três primeiros trimestres do 2015.

Você tem um iPhone 4S ou iPad 2? Melhor pensar duas vezes antes de instalar o iOS 8

O iOS 8, lançado há pouco, ​​é compatível com os antigos iPhone ​​4S e iPad 2, lançados em 2011. É bacana que eles recebam novos recursos mas, como descobriu o Ars Technica, sujeitar seu iDevice antigo a um novo sistema operacional pode ser cruel.

O iPhone 4S faz o que pode para rodar o novo software, projetado para seus irmãos com tela maior. Mas por ser o último smartphone da Apple com uma tela de 3,5 polegadas, as linhas adicionais de botões e barras que aparecem no iOS 8 ocupam muito espaço no iPhone mais antigo.

Além disso, ele simplesmente não tem o hardware para suportar alguns dos maiores recursos do iOS 8, como Touch ID, AirDrop, e a API Metal para gráficos.

E ele perde o fôlego até mesmo no que pode fazer. O Ars Technica lembra que o iPhone 4S oferece um quarto do desempenho do iPhone 5S, e uma fração ainda menor se comparado ao mais recente iPhone 6. Apps abrem mais lentamente, às vezes demorando 50% mais tempo para carregar, com transições hesitantes e alguns engasgos.

Com o iPad 2, a história é semelhante: apps abrem de 3% a 70% mais devagar. Em benchmarks, o desempenho no iOS 8 cai tanto quanto no iPhone 4S. E dado que o iPad Mini de primeira geração tem o mesmo processador do iPad 2, ele também deve ter uma performance reduzida.

Sim, é perfeitamente possível baixar o novíssimo iOS 8 no seu iPhone ou iPad antigo. Com isso, você terá um monte de recursos bacanas, como opções de teclado (finalmente), widgets e interação entre apps. É uma escolha a se fazer.

Talvez a melhor opção seja esperar por um futuro iOS 8.1. Por exemplo, a Apple resolveu parte dos problemas de desempenho no iPhone 4 quando lançou o iOS 7.1 – algo semelhante pode acontecer desta vez.

Os detalhes dos testes com o iPhone 4S e iPad 2 estão nos links a seguir. No entanto, se você tem um dispositivo mais recente, confira aqui nosso guia para instalar o iOS 8. [Ars Technica: iPhone 4S, iPad 2]

Foto por Mike Lau/Flickr

Skype para Windows 8 agora permite editar mensagens; atualize

 O Skype para Windows 8 ganhou uma importante atualização nesta terça-feira (12). A ferramenta agora permite que o usuário edite as mensagens enviadas, além de removê-las do bate-papo. O update também adiciona melhorias às chamadas de vídeo. Para instalar, basta ir à Windows Store, buscar o Skype a atualizá-lo.

 

Faça login na sua conta antiga no Skype para poder enviar os contatos (Foto: Reprodução/Elson de Souza) (Foto: Faça login na sua conta antiga no Skype para poder enviar os contatos (Foto: Reprodução/Elson de Souza))

Para editar uma mensagem, é preciso passar o cursor do mouse sobre a “linha” dela, perto da hora do envio, até que um símbolo “…” apareça. Então, basta clicar com o botão esquerdo do mouse sobre ele, e selecionar a opção “editar mensagem”. Assim, aquele texto inicial aparecerá na barra de mensagens, e você poderá reescrevê-lo.

Skype agora permite editar mensagens (Foto: Reprodução/Aline Jesus)Skype agora permite editar mensagens (Foto: Reprodução/Aline Jesus)
 

‘Internet das coisas’: 70% dos aparelhos estão sujeitos a ataques, diz HP

 Uma pesquisa realizada pela HP Security Research levou à conclusão de que 70% dos aparelhos ligados à ‘Internet das coisas‘ têm falhas graves de segurança e estão sujeitos a ataques de hackers. Durante os testes, foram analisados os 10 tipos de aparelhos mais  utilizados atualmente para esse tipo de uso e foi encontrado um total 250 vulnerabilidades. 

O que é Internet 5G? Entenda

TVs e home theaters são altamente sensíveis a variações bruscas de tensão (Foto: Reprodução/Rudnick)Smart TV foi um dos dispositivos testados pela HP (Foto: Reprodução/Rudnick)

 

 

A ‘Internet das coisas‘ ainda é um conceito em desenvolvimento e consiste em uma rede de aparelhos usados no dia a dia ligada a uma base de dados e à Internet, permitindo a comunicação entre todos esses objetos. Dentre eles estão carros, eletrodomésticos, smartphones, tablets e muito mais.

Foram analisados, durante três semanas, dispositivos como TVs, webcams, termostatos, controladores de sprinkler, hubs para controle de vários dispositivos, fechaduras, balanças alarmes e abridores de portas de garagem. A maioria deles tinha algum tipo de serviço de hospedagem na nuvem e todos eram integrados com apps que permitiam o controle remoto por dispositivos móveis.

Geladeira possui aplicativos para ajudar o usuário a se alimentar melhor (foto: Divulgação/Electrolux) (Foto: Geladeira possui aplicativos para ajudar o usuário a se alimentar melhor (foto: Divulgação/Electrolux))Atuamelmente, diversos eletrodomésticos são ligados a apps e à Internet (foto: Divulgação/Electrolux)

 

Em média, foram encontradas 25 falhas por dispositivo, totalizando 250 vulnerabilidades. Problemas de privacidade, autorizações insuficientes, falta de criptografia de transporte de dados, interface web insegura e softwares de proteção inadequados foram alguns dos erros encontrados. 

Dos aparelhos testados, 90% exigiam pelo menos uma informação pessoal, 70% usavam os serviços sem criptografia, permitindo identificação de dados em ataques, e 80% não pediam senhas seguras. Além disso, 60% dos aparelhos não usavam criptografia para a atualização ou download de softwares e o mesmo percentual levantou preocupações sobre a interface web (como sites de hospedagem na nuvem e apps), que seriam facialmente acessáveis por hackers “Esperamos que este estudo ajude consumidores, corporações e fabricantes a ganhar um nível mais alto de entendimento em relação ao risco que correm com a segurança da ‘Internet das coisas‘, e a colocar o foco em algumas das falhas destacadas no relatório nas decisões que tomarem futuramente”, pede a HP.

De acordo com a companhia, para evitar ser pego de surpresa por programas e pessoas mal-intencionadas, é importante realizar alguns procedimentos, como realizar, periodicamente, revisão de segurança do dispositivo e todos os componentes associados. Também é fundamental, segundo a empresa, atualizar sempre os softwares do produto.

Houve, recentemente, identificações de vários casos específicos de produtos que não são tão seguros quanto parecem na “Internet das coisas”. Smart TVs, por exemplo, são um campo em que ainda há muitas vulnerabilidades. Até as lâmpadas inteligentes podem ser hackeadas. Por isso, é preciso tomar muito cuidado antes de se conectar à Internet com estes aparelhos da “nova geração”.

Fonte: Techtudo

Xbox 360: veja a lista de jogos que ainda serão lançados para o console

 O Xbox 360 ainda receberá muitos jogos durante os próximos meses. Ainda que o grande foco dos desenvolvedores sejam Xbox One e PlayStation 4, os videogames geração passada, ainda terão algumas das grandes franquias, como Fifa 15 e Call of Duty: Advanced Warfare - obviamente sem todo o poder gráfico das versões para os novos consoles. Confira uma lista com alguns desses games que ainda sairão para o Xbox 360.

 

O Xbox 360 ainda receberá muitos lançamentos nos próximos meses. (Foto: Reprodução/Wikipedia)O Xbox 360 ainda receberá muitos lançamentos nos próximos meses. (Foto: Reprodução/Wikipedia)

Far Cry 4

O novo capítulo da famosa franquia será lançado no dia 18 de novembro. Nele, o herói Ajay Ghale voltará para sua terra natal, Kyrat, onde deseja lançar as cinzas de sua falecida mãe. Lá ele se depara com Pagan Min, que se nomeou rei da região. O jogo trará um mundo aberto tão grande quanto Far Cry 3, mas com mais detalhes e possibilidades, entre elas usar elefantes e jogar com amigos que não possuem o game.

Far Cry 4 terá mundo aberto e...elefantes! (Foto: Reprodução/ YouTube) (Foto: Far Cry 4 terá mundo aberto e...elefantes! (Foto: Reprodução/ YouTube))Far Cry 4 terá mundo aberto e...elefantes! (Foto: Reprodução/ YouTube)

 

Fifa 15

A  Electronic Arts continuará a levar sua jogos para os videogames da geração passada por mais alguns anos, incluindo os da série Fifa. Essa nova versão promete trazer grandes melhorias nos aspectos emocionais dos atletas, que terão suas habilidades afetadas  dependendo das circunstâncias, como jogar em casa ou levar um gol logo no início da partida. Fifa 15 será lançado dia 23 de setembro.

As emoções dos jogadores serão um dos maiores focos de Fifa 15 (Foto: VG247) (Foto: As emoções dos jogadores serão um dos maiores focos de Fifa 15 (Foto: VG247))As emoções dos jogadores serão um dos maiores focos de Fifa 15 (Foto: VG247)

 

PES 2015

O maior concorrente dos jogos da série Fifa não tem conseguido agradar os fãs já há alguns anos. Para a versão 2015 a Konami promete tirar o atraso, com melhorias na jogabilidade e no gráfico, que usará o mesmo motor de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain. Essa também será a primeira versão da franquia para os consoles da nova geração. A data certa de lançamento ainda não foi anunciada, mas rumores apontam que chegará às lojas no fim de setembro.

PES 2015 promete resgatar os valores dos antigos games da franquia. (Foto: Divulgação) (Foto: PES 2015 promete resgatar os valores dos antigos games da franquia. (Foto: Divulgação))PES 2015 promete resgatar os valores dos antigos games da franquia. (Foto: Divulgação)

 

Call of Duty: Advanced Warfare

O novo capítulo da famosa franquia Call of Duty será lançado dia 4 de novembro. Advanced Warfare está em desenvolvimento há 3 anos – talvez por isso ele ainda ganhará versão para os videogames da geração passada. A promessa é de um título com um história densa, com destaque para o vilão do game, interpretado pelo ator Kevin Spacey.

Call of Duty: Advanced Warfare (Foto: Divulgação) (Foto: Call of Duty: Advanced Warfare (Foto: Divulgação))Call of Duty: Advanced Warfare (Foto: Divulgação) (Foto: Call of Duty: Advanced Warfare (Foto: Divulgação))

 

Rise of the Tomb Raider

Após o tremendo sucesso do reboot da série Tomb Raider, a história da heroína Lara Croft terá continuação. Rise of the Tomb Raider será lançado no fim de 2015, e pouco se sabe da história do jogo. No vídeo apresentado durante a E3 2014, pudemos ver Lara em uma sessão de terapia, relembrando os trágicos momentos que enfrentou no game anterior.

Lara Croft do novo Rise of Tomb Raider (Foto: Reprodução/ Microsoft)Lara Croft no novo Rise of Tomb Raider (Foto: Reprodução/ Microsoft)

 

Mortal Kombat X

A nova edição do sangrento jogo de luta também ganhará uma versão para o Xbox 360. O lançamento está previsto para 2015, ainda sem data definida. Os jogadores encontrarão personagens clássicos, como Scorpion, Sub-Zero e Raiden, mas também verão a inclusão de diversos personagens novos. Pode-se esperar fatalities muito criativos e também muita interação com o cenário.

Mortal Kombat X se passa 25 anos após MK9 (Foto: Divulgação)Mortal Kombat X se passa 25 anos após MK9 (Foto: Divulgação)

 

Mad Max

Era um dos jogos mais esperados de 2014, mas acabou sendo adiado para 2015 também sem data certa. O jogo promete resgatar o gênero de corridas de combate, onde carros super-armados tentam destruir seus oponentes. Mas o jogador também terá que lutar fora do veículo, com os punhos ou armamentos, tudo isso em um grande mundo aberto.

Jogo baseado no clássico filme Mad Max é uma das surpresas que pode aparecer na E3 2014 (Foto: thebuzzmedia.com) (Foto: Jogo baseado no clássico filme Mad Max é uma das surpresas que pode aparecer na E3 2014 (Foto: thebuzzmedia.com))Mad Max  (Foto: Divulgação)

 

Destiny

Um dos jogos mais esperados do ano, Destiny será lançado dia 9 de setembro. Será um jogo de tiro em primeira pessoa com um grande mundo online (MMO), onde os jogadores poderão criar seus personagens e evoluir dentro do universo do jogo. O game também passará por um período de testes nos videogames da Microsoft entre os dias 23 e 28 de julho.

Destiny será lançado dia 9 de setembro. (Foto: Divulgação) (Foto: Destiny será lançado dia 9 de setembro. (Foto: Divulgação))Destiny será lançado dia 9 de setembro. (Foto: Divulgação)

 

O console da Microsoft ganhará ainda um novo jogo de corrida da franquia Forza Horizon. Os gamers poderão andar livremente pelas ruas da cidade, encontrando diversos desafios – entre eles vencer outros meios de transporte como um trem. Trará também componentes de sucesso do recente Forza Motorsport 5, como o Drivatar, que “ensina” o computador a dirigir de acordo com o estilo do jogador.

Forza Horizon 2 trará mais de 200 carros, entre eles o Nissan GT-R Black Edition. (Foto: Divulgação) (Foto: Forza Horizon 2 trará mais de 200 carros, entre eles o Nissan GT-R Black Edition. (Foto: Divulgação))Forza Horizon 2 trará mais de 200 carros, entre eles o Nissan GT-R Black Edition. (Foto: Divulgação)

 

Novamente nas mãos da desenvolvedora Dimps, responsável pelos games da série Dragon Ball Z: Budokai, os fãs podem esperar um game de Dragon Ball com grandes novidades. Entre elas está a inclusão de um personagem inédito no universo de Goku e companhia, que, segundo a Dimps, poderá participar de eventos clássicos das histórias canônicas, inclusive podendo alterar os resultados. A data de lançamento ainda será anunciada.

Dragon Ball Xenoverse. (Foto: Divulgação) (Foto: Dragon Ball Xenoverse. (Foto: Divulgação))Dragon Ball Xenoverse. (Foto: Divulgação)

 

Outros

Além dos jogos listados acima, o Xbox 360 receberá ainda muitos outros games. Entre eles, os destaques ficam por conta de Battlefield Hardline, jogo que levará a velha brincadeira de polícia-ladrão para os videogames; Dragon Age Inquisition, novo RPG épico da BioWare (da série Mass Effect); The Evil Within, novo game de terror do criador de Resident Evil e Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, próximo jogo do famoso espião Solid Snake.

Como explorar o fundo do mar no Google Maps

 O Google Maps é quase sempre usado para consultar endereços e pontos turísticos em planos terrestres. Porém, o Street View também conta com grande acervo de imagens registradas nas profundezas dos oceanos, reunidas na galeria "Oceans". O projeto, realizado em parceria com The Catlin Seaview Survey, mostra na Internet patrimônios marinhos da Unesco atualmente ameaçados.

Uma dica é procurar por belos animais marinhos como tubarões, baleias, peixes raros, tartarugas e várias outras espécies.

Half Moon Caye, Belize (Foto: Divulgação/Google)Half Moon Caye, Belize no Google Maps (Foto: Divulgação/Google)

Foi lançada em celebração ao Dia Mundial dos Oceanos, que acontece em 8 de junho, a versão de Belize, na América Central. A ideia é fazer com que qualquer pessoa possa se aventurar por algumas das mais belas águas do mundo, sem precisar ser um mergulhador profissional. A navegação acontece de forma idêntica à das ruas e avenidas, com a diferença de que as fotografias foram capturadas com uma câmera subaquática especial, a SVII.

Até o momento, o Oceans conta com mapas dos mares de Filipinas, Belize, Austrália, México, Galápagos (Equador), Havaí, Mônaco e Bermuda. Nas imagens é possível ver corais, leões marinhos, tubarões, baleias, peixes, tartarugas e várias outras espécies animais, algumas delas com risco de extinção.

Google Maps ativo consume muita bateria? Veja o que fazer no Fórum do TechTudo.

Explorando o fundo do mar

Ao entrar no Oceans (google.com/maps/views/streetview/oceans) o usuário tem acesso, no canto superior esquerdo, ao último local registrado pelo Catlin Seaview Survey, posicionado logo acima do mapa-múndi que aponta todos os lugares já vasculhados pelas câmeras do instituto. 

Na parte da direita estão os links para acessar cada um desses oceanos registrados, por meio das fotos em miniatura que dão dimensão das belezas retratadas.

Janela inicial do Oceans, projeto do Google Maps (Foto: Reprodução/Raquel Freire)Janela inicial do Oceans, projeto do Google Maps (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

Clicando no mar que deseja desbravar, o serviço mostra um pequeno resumo do local à esquerda e sua localização no mapa. O sistema de movimentação é o mesmo do Street View tradicional. A seta guia para frente, com um clique, e para mudar o ângulo de visão é preciso manter o mouse pressionado e arrastá-lo até onde desejar.

Exploração do mar de Galápagos através do Street View (Foto: Reprodução/Raquel Freire)Exploração do mar de Galápagos através do Street View (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

Logo abaixo do resumo, na qual fonte é o próprio Catlin Seaview Survey, há ainda um botão para compartilhamento da imagem. É possível mostrar a "descoberta" de um lugar novo, belos animais e outros detalhes forma direta para seus amigos do Google+ ou Twitter, ou ainda colar o link no Facebook.

Como colocar mp3 como toque no iPhone?



 1 - Abra o iTunes e escolha a música que você deseja como toque de Mp3.

2 - Clique com o botão direito do mouse para abrir as opções e escolha "Obter Informações".

3 - Vá até a aba "Opções" e edite o início e o fim da música que você escolheu, lembrando que para toque de música os gadets aceitam apenas 30 segundos de música.

4 - Após editado o tempo de música, dê "OK" e clique novamente com o botão direito do mouse, abrindo as opções da mídia e escolha criar versão AAC, o program irá criar um novo arquivo apenas com o tempo que você escolheu.

5 - Clique, segure e arraste a música do iTunes para a área de trabalho.

6 - Renomeie o arquivo, ele estará com a extensão .m4a, altere para .m4r

7 - Clique, segure e arraste para dentro do iTunes, e pronto, você já tem um toque em mp3 para os gadets, aproveite bem!!!!

OBS: Caso o seu computador não apresente as extensões, vá em Painel de Controle > Opções de Pastas e tire a seleção "Ocultar extenções dos arquivos"

Pervertido amador é condenado por espionar mulheres via webcam



 Um inglês de 30 anos chamado Andrew Meldrum foi julgado e condenado nessa semana na Inglaterra por ter instalado um software de acesso remoto em computadores de três mulheres que pediram sua ajuda para resolver problemas técnicos.

Meldrum teria ido até a casa das três moças, todas com pouco mais de 20 anos, para ajudá-las, mas acabou por “grampear” a webcam das três vítimas. Ele foi descoberto quando a última moça a ter o computador invadido notou a presença do programa que dava acesso à câmera do seu PC para Meldrum.

Ela chamou a polícia em novembro de 2012 e explicou que o homem teve acesso a seu computador recentemente. A investigação começou em seguida e Meldrum foi rastreado. Essa vítima que avisou a polícia comentou sobre o ocorrido com outra amiga, que também tinha recebido assistência do mesmo homem, e ela resolveu vasculhar seu PC em busca do dito software. Para sua surpresa, ela também encontrou o mesmo programa que Meldrum utilizou no computador da amiga. Mais tarde, essa segunda vítima avisou outra conhecida e, veja só, ela também encontrou o programa em seu dispositivo.

No fim das contas, a terceira vítima já vinha sendo “espionada” por Meldrum por mais de 15 meses quando encontrou a falha de segurança. Com isso, o espião que queria obter imagens íntimas das moças acabou preso e foi solto mais tarde perante pagamento de fiança. Agora, com seu julgamento finalizado, Meldrum foi condenado e deve receber os detalhes da sua sentença em breve.

Pervertido amador

Especialistas que observaram o caso contam que Meldrum utilizou técnicas bastante amadoras para invadir o PC de suas vítimas, uma vez que todas elas o conheciam, viram-no tendo acesso ao computador e puderam encontrar com facilidade o software espião. Isso contribuiu para a prisão rápida do acusado.

Até o momento, entretanto, não se sabe exatamente quanto tempo ele passará na cadeia ou se de fato será preso por esse crime.

 

Confira lista com alguns dos grandes lançamentos da série Vaio da Sony

A Sony anunciou nesta última quinta-feira (6) que irá vender sua divisão de PCs Vaio. Considerada um dos nomes mais fortes no mercado de computadores pessoais, a linha Vaio foi introduzida há 18 anos, em 1996. De lá para cá, os modelos Vaio ficaram conhecidos por serem computadores que apresentavam um alto padrão de desempenho e design de primeira, sendo indicados para realizar desde tarefas simples como as mais complexas.

Para que você conheça um pouco mais destes computadores, veja quais foram seus principais modelos lançados.

Sony Vaio PCV-90

cópia de 01_pcv90_verge_super_wide (Foto: cópia de 01_pcv90_verge_super_wide)Sony Vaio PCV-90 foi o modelo inaugural da linha Vaio (Foto: Divulgação/Sony)

 

 

O primeiro Sony Vaio, lançado em 1996, foi o PCV-90. Este PC era equipado com um processador de 166MHz com 16MB de RAM, disco rígido de 2.1GB e modem de 28.8 kbps. O sistema operacional utilizado era o Windows 95, que rodava gráficos 3D através de uma placa específica que acompanhava o modelo.

Sony Vaio PCG-505

cópia de 03_pcg505_verge_super_wide (Foto: cópia de 03_pcg505_verge_super_wide)Sony Vaio PCG-505 foi projetado para ser um super porátil (Foto: Divulgação/Sony)

 

Um dos primeiro notebooks Vaio, o Sony PCG-505 foi lançado em 1997 e era equipado com processador Intel Pentium MMX, 32 MB de RAM e tela SVGA de 10,4 polegadas. Na época, o computador foi projetado para ser um super portátil.

Sony Vaio PCG-707

Sony Vaio PCG-707 (Foto: Divulgação/Sony) (Foto: Sony Vaio PCG-707 (Foto: Divulgação/Sony))PCG-707 continha CD-ROM, tela LCD TFT e bateria extra (Foto: Divulgação/Sony)

 

Ainda em 1997, a Sony lançou o PCG-707, um notebook diferenciado que continha uma unidade de CD-ROM, tela LCD TFT, processador Intel Pentium MMX e uma bateria com autonomia de três horas. Acompanhava o produto uma bateria extra permitia utilizar o computador por mais tempo.

Sony Vaio C1 PICTUREBOOK

cópia de 04_pcgc1_verge_super_wide (Foto: cópia de 04_pcgc1_verge_super_wide)Série Vaio C1 continha webcam embutida e se destacou no mercado (Foto: Divulgação/Sony)

 

A série VAIO C1 ganhou destaque no mercado por contar com uma webcam embutida. O notebook era pequeno. Possuía uma tela de 8,9 polegadas e uma câmera de 0,27 megapixels que girava em torno da tela. O sistema operacional era o Windows 98, fornecido oficialmente com a compra do modelo.

Sony Vaio Série MX

cópia de 06_pcvmx1v7_verge_super_wide (Foto: cópia de 06_pcvmx1v7_verge_super_wide)Série MX resgatou raízes musicais da Sony (Foto: Divulgação/Sony)

 

O modelo MX traria de volta as raízes musicais da Sony, conhecida por ter lançado o Walkman, uma espécie de "pai" do iPod. Os primeiros MX incluíam sintonizador FM, MiniDisc e amplificador de volume embutido. O gabinete era equipado com um visor LCD que detalhava informações do áudio reproduzido pelo computador. Além disso, havia um conjunto de alto-falantes e um controle remoto. Pode-se dizer que PC foi a primeira tentativa da Sony em criar um computador all-in-one.

Sony Vaio Série LX

Sony Vaio Série LX (Foto: Divulgação/Sony) (Foto: Sony Vaio Série LX (Foto: Divulgação/Sony))Série LX representou uma nova fase na linha Vaio (Foto: Divulgação/Sony)

 

A linha Vaio entrava em uma fase experimental com o lançamento da série LX, em 2000. O modelo high-end contava com uma caneta, uma tela que inclinava até 65 graus, um descanso ergonômico para as mãos no teclado e uma caneta. Este computador foi lançado um ano antes da Microsoft revelar seu Windows XP powered tablet PC.

Sony Vaio W All-In-One

cópia de 07_PCV-W101_verge_super_wide (Foto: cópia de 07_PCV-W101_verge_super_wide)Sony Vaio W All-In-One contava com recursos de TV (Foto: Divulgação/Sony)

 

O Vaio W, lançado no início de 2002, era um computador com recursos de TV. Com uma entrada para antena, este modelo contava com tela de 15,3 polegadas, teclado dobrado sobre a tela e controle remoto. Este modelo também saiu na frente de outra aposta da Microsoft, o Windows XP Media Center Edition.

Sony Vaio U

Sony Vaio U (Foto: Sony Vaio U)Sony Vaio U era o menor PC do mercado capaz de rodar o Windows XP (Foto: Divulgação/Sony)

 

Lançado em 2002, os notebooks da série Vaio U eram muito parecidos com mini players de DVD. Os primeiros modelos chegaram ao mercado com processadores Transmeta Crusoe, que depois ficariam conhecidos como Intel Celeron e Pentium. Na época, este era o menor e mais leve PC do mundo que executava o Windows XP.

Sony Vaio Z

cópia de P_verge_super_wide (Foto: cópia de P_verge_super_wide)Sony Vaio Z foi pioneiro nos notebooks com bateria de longa duração (Foto: Divulgação/Sony)

 

O primeiro VAIO Z foi contemporâneo na era Centrino, da Intel. No mesmo período, as redes Wi-Fi começavam a ficar populares entre os consumidores e grandes companhias. Com design elegante, ele era equipado com tela de 14.1 polegadas com resolução 1400 x 1050, o único com está configuração naquela época. Sua bateria de longa duração permitia que seus usuários pudessem utilizá-lo por horas, muito antes da febre dos ultrabooks.

Sony Vaio X505

cópia de 10_PCG-X505__verge_super_wide (Foto: cópia de 10_PCG-X505__verge_super_wide)Vaio X505 tinha configurações avançadas e design moderno  (Foto: Divulgação/Sony)

 

O Vaio X505 tinha configurações impressionantes em comparação a outros modelos lançados em 2004. Com apenas 0,38 centímetros em seu ponto mais fino, ele utilizava um processador de baixa voltagem Intel Pentium. Foi o primeiro notebook a utilizar o teclado tipo “cliclet”, aqueles com teclas arredondadas que lembras gomas de chiclete. Tudo isso anos antes da Apple lançar seu famoso MacBook Air.

Sony Vaio UX

cópia de 12_VGN-UX90PS_verge_super_wide (Foto: cópia de 12_VGN-UX90PS_verge_super_wide)Série UX contava com tela de 4,5 polegadas e leitor de digitais (Foto: Divulgação/Sony)

 

A série UX contava com teclado slide-out, tela sensível ao toque e processador Solo Intel Core 2. A tela de 4,5 polegadas era considerada a peça central do dispositivo que ainda tinha botões em ambos os lados para controles extras em softwares. A Sony também vendia este modelo com um leitor de impressões digitais. Este computador ficou famoso por aparecer em vários programas de TVs e filmes de Hollywood como “O Exterminador do Futuro” e “007 Quantum of Solace”.

Sony Vaio SZ

cópia de 13_VAIOSZ_verge_super_wide (Foto: cópia de 13_VAIOSZ_verge_super_wide)Vaio SZ era potente, caro e voltado para os gamers (Foto: Divulgação/Sony)

 

O Vaio SZ era um computador potente e caro. Utilizando os processadores mais potentes da época, ele também vinha com um sensor de impressão digital. Seu grande diferencial estava em permitir que o usuário pudesse alternar entre os gráficos integrados da Intel e uma GeForce GPU da Nvidia. Era conhecido por ser um notebook gamer.

Sony Vaio All-In-One hibrido com TV

cópia de 11_VGC-VA11G_verge_super_wide (Foto: cópia de 11_VGC-VA11G_verge_super_wide)All-In-One com da Sony Vaio foi alternativa aos PCs Media Center (Foto: Divulgação/Sony)

 

Após experimentar recursos de TV e PC, a Sony lançou em 2005 um modelo All-in-One com Windows Media Center Edition. Equipado com um sintonizador de TV e um monitor de 20 polegadas, o modelo foi uma alternativa aos PCs Media center disponíveis na época. Este All-in-One era rápido e contava com processador Intel Pentium 4 de 3 Ghz, 1GB de RAM e 250GB de armazenamento.

Notebook Sony Vaio com drive Blu-Ray 

Notebook Sony Vaio com drive Blu-Ray (Foto: Divulgação/Sony) (Foto: Notebook Sony Vaio com drive Blu-Ray (Foto: Divulgação/Sony))Notebook Sony Vaio com drive Blu-Ray foi considerado um substituto dos desktops (Foto: Divulgação/Sony)

 

Era o auge da era Blu-ray contra HD e DVD quando a Sony lançou seu primeiro notebook Vaio equipado com drive Blu-ray, em 2006. O modelo custava caro e chegou a ser considerado como um substituto de computadores desktop. As configurações chamavam atenção por apresentar os recentes processadores Intel Core Duo e tela de 17 polegadas com resolução de 1080p. No entanto, fracassou em vendas devido ao seu alto gasto de bateria.

Sony Vaio VA1 

Image converted using ImgCvt (Foto: Image converted using ImgCvt)VA1 contava com CPU poderoso, alto armazenamento e Sintonizador de TV (Foto: Divulgação/Sony)

 

Os visitantes da loja Sony em 2006 poderiam até achar que o Vaio VA1 era uma TV com tela plana. Na verdade, o modelo era um computador com display de 19 polegadas com resolução de 1680 x 1050 que contava com uma poderosa CPU, disco rígido com boa capacidade de armazenamento, sintonizador de TV e uma unidade de DVD.

Sony Vaio Série P 

cópia de 16_VGN-P70H_verge_super_wide (Foto: cópia de 16_VGN-P70H_verge_super_wide) Série P surgiu como alternativa barata aos demais notebooks (Divulgação/Sony)

 

Lançado em 2009, este notebook ultraportátil era uma alternativa aos caros netbooks vendidos neste período. Com tela de 8 polegadas e resolução de 1600 x 768, contava também com processador Intel Atom de baixo desempenho. Era comercializado como um computador de bolso, mas ele mal cabia em bolsos de calças jeans.

Sony Vaio Série X

cópia de 17_VAIOX_verge_super_wide (Foto: cópia de 17_VAIOX_verge_super_wide)Série X chegou a ser o notebook mais leve do mundo (Foto: Divulgação/Sony)

 

A experimentação da companhia em computadores portáteis chegava ao seu maior patamar de sucesso como a série X. Com apenas 655 gramas, devido a uma bateria especial, era vendido como o notebook mais leve do mundo em 2009. Entretanto, devido ao uso do processador Atom, alguns consideraram que o modelo seria na verdade um netbook.

Sony Vaio Série Z

cópia de 18__VPCZ216GX_verge_super_wide (Foto: cópia de 18__VPCZ216GX_verge_super_wide)Sony Vaio Z era leve extremamente potente (Foto: Divulgação/Sony)

 

Estupidamente fino e leve, o modelo Vaio Z contava com uma tela de 13,1 polegadas Full HD, um SSD e um processador poderoso. Além disso, apresentava uma porta chamada Light Peak, que funcionava com base em uma tecnologia óptica da Intel que hoje conhecemos como Thunderbolt.

 

Modelos híbridos Sony Vaio

cópia de flippcs_verge_super_wide (Foto: cópia de flippcs_verge_super_wide)Híbridos com Windows 8 foram os últimos grandes lançamentos da Sony Vaio (Foto: Divulgação/Sony)

 

Nos últimos meses, a Sony lançou PCs Vaio conversíveis equipados com Windows 8. Estes híbridos utilizam imãs para manter a tela em várias posições. Outros modelos como o Vaio Tap abordavam o conceito de híbrido com um teclado completamente separado da tela. Estes “computadores” surgiram como uma alternativa em um momento de crise de vendas no mercado de PCs.

Via The Verge 

CyanogenMod chega à loja Google Play

 Dois meses após arrecadados US$ 7 milhões para construir uma versão para Android, a equipe responsável pelo CyanogenMod disponibilizou uma versão do software através da loja Google Play. Dispondo de um instalador baseado em um único toque do usuário, o programa permite instalar versões modificadas do Android de maneira relativamente simples e segura.

Para realizar o procedimento, basta conectar seu gadget a um computador com sistema operacional Windows através de um cabo USB. Os responsáveis pelo projeto também lançaram um aplicativo próprio para o sistema operacional da Microsoft que serve como um complemento para o app para dispositivos portáteis.

“Nosso objetivo para o instalador sempre foi permitir que mais usuários experimentem os benefícios do CyanogenMod sem as complicações técnicas, guias complicados e as preocupações normalmente associadas ao processo”, afirmou o cofundador da ferramenta, Steve Kondik. “Estou especialmente animado com o suporte que a comunidade mostrou pela nossa iniciativa e quero agradecer a todos que ajudaram a testar a versão Beta do instalador”, complementa.

Versão Mac chega em breve
Atualmente, a companhia tem o objetivo de firmar o software como o terceiro sistema operacional mais popular do mundo, logo atrás do Android e do iOS. Para atingir esse objetivo, a empresa promete liberar em breve uma versão de seu programa de instalação para o Mac OS, sendo que uma versão para o Linux já está sendo considerada.

Vale notar que o aplicativo lançado na Google Play não possui uma lista bem definida dos aparelhos compatíveis com o software, podendo ser baixado a partir de qualquer smartphone ou tablet. Portanto, caso você esteja interessado em instalar a modificação, é uma boa passar antes no site oficial do desenvolvedor para conferir se o seu aparelho é compatível com ela.

Fonte: Google Play, CyanogenMod, TheNextWeb

 

Amazon já vende Chromecast para fora dos EUA



 RIO – A Amazon.com já está vendendo o dispositivo Chromecast para usuários fora dos Estados Unidos, incluindo Brasil. O preço original do dongle é de US$ 35 e a taxa de envio mais barata para o Rio de Janeiro — AmazonGlobal Standard Shipping, com entrega entre dez e 16 dias — é de US$ 7,98. Some-se a isso o depósito para alfândega, costumeiramente cobrado pela Amazon para remessas internacionais, no caso US$ 40,88. O total ficou em US$ 83,86, ou R$ 184,49 ao câmbio desta terça-feira.


Vale lembrar, porém, que muito embora o aparelho já esteja sendo vendido internacionalmente pela Amazon, o aplicativo Chromecast ainda só está sendo vendido nos EUA, ou seja, o usuário brasileiro terá que garimpar na rede em busca do arquivo APK adequado para instalar o app em seu dispositivo.
Anunciado em 24 de julho pelo Google junto com o tablet Nexus 7, o Chromecast foi considerado por muitos analistas como a novidade mais importante mostrada na ocasião.


“É a forma mais fácil de trazer seu entretenimento on-line favorito para a sua TV”, disse o apresentador do evento sobre o gadget que é um “dongle”, parecido com um pendrive, mas que se conecta à TV via HDMI, permitindo controlar o que passa no televisor a partir do smartphone, tablet ou laptop.
Ele funciona com aparelhos Android, iOS e Chrome, tocando na TV conteúdo Netflix, YouTube e Google Play Store, entre outros. É compatível com Mac OS X, Windows e Chrome OS e pode ser comprado na Amazon, Best Buy e Google Play (nos EUA). Nos EUA, comprando um Chromecast, ganha-se três meses grátis de Netflix, mas tal promoção não vale para dispositivos vendidos internacionalmente.
A oferta de hoje da Amazon é tentadora para quem está tremendamente ávido por possuir o Chromecast. Mas o melhor negócio continua sendo contar com o favor de um amigo ou conhecido que viaje para os EUA e compre lá mesmo pela pechincha que é, retirando aparelho e acessórios da caixa original e trazendo na bagagem dentro de sua quota na Receita Federal.

 

Como economizar a bateria do celular e evitar os defeitos mais comuns?

 Dúvidas e problemas com bateria de celular são problemas frequentes, como mostrado namatéria do Mais Você desta quarta-feira (28). Mas se você sempre quis saber como fazer a bateria durar mais ou por que um celular pode explodir, preparamos uma seleção de dicas para que você evite os defeitos mais comuns, já que baterias com carga infinita ainda estão longe de ser uma realidade. 

Confira lista de aplicativos para economizar a bateria do Android!

Mais autonomia de bateria nunca é demais (Foto:  (Foto: Mais autonomia de bateria nunca é demais (Foto: )Mais autonomia de bateria nunca é demais (Foto: TechTudo)

- Conheça mitos e tabus sobre a bateria de smartphones

Muitos usuários fazem verdadeiras loucuras na expectativa de fazer a energia do seu smartphone ou tablet durar mais. No entanto, nem sempre as medidas são eficientes. Confiraneste artigo do TechTudo alguns mitos e verdades sobre este polêmico componente.

- Carregar no USB do computador estraga o smartphone?

Carregar um smartphone na porta USB do computador pode ser uma boa saída quando não há uma tomada por perto, não é mesmo? No entanto, esse tipo de conexão é mais lento e deixa muita gente com medo de estragar o seu smartphone. Para acabar com as dúvidas, o TechTudo desvendou os mitos e verdades sobre carregamento de gadgets no computador.Leia mais!

- O celular vicia se ficar ligado o tempo todo na tomada?

Se você é daqueles que deixa o seu celular ligado na tomada mesmo quando a bateria esta cheia, é melhor ter cuidado. Carregar o aparelho de maneira incorreta pode fazer com que ele dure menos tempo. Veja nesta matéria como preservar o seu smartphone e evitar gastos desnecessários.

explosãogalaxynote (Foto: explosãogalaxynote)Galaxy Note explodiu no bolso de usuário e causou
queimaduras (Foto: Reprodução/AAJ)

- Como evitar explosões de celular?

Acidente com smartphones não são raros. O uso inadequado dos aparelhos e, principalmente, da bateria pode fazer com que eles explodam, causando prejuízos, ferimentos e, em casos mais graves, a morte de usuários. Veja aqui o que fazer para evitar que seu telefone pegue fogo.

- Usar carregador de outra marca estraga estraga o celular?

A maioria dos novos smartphones adotaram o padrão microUSB para recarregar energia, o que faz com que carregadores de diferentes marcas sirvam em um mesmo aparelho. No entanto, será que isso estraga o celular? Confiranestas dicas do TechTudo o que você precisa observar para evitar danos aos seu gadget e também graves acidentes.

- O que fazer se o celular não ligar ou desligar sozinho?

Smartphones com defeitos na bateria ou no sistema operacional podem desligar constantemente ou, simplesmente, não ligar mais. Muitos usuários entram em desespero e levam os aparelhos diretamente para as assistências técnicas, o que pode gerar gastos desnecessários. O TechTudo reuniu neste guia tudo o que você deve fazer caso o seu celular não funcione.

- Como economizar bateria sem instalar aplicativos no Android?

O que fazer se o seu Android estiver gastando muita bateria e você estiver sem espaço para instalar aplicativos de economia de energia? O TechTudo reuniu tudo o que você precisa saber para que seu smartphone dure mais tempo sem precisar baixar nada!

- Como reduzir o consumo de bateria com o Modo Avião?

Todo smartphone traz uma função chamada "Modo Avião", que permite que o aparelho seja usado durante o voo ao desligar todas as conexões com as redes de celular ou Wi-Fi. Uma das grandes vantagens do recurso é gerar uma economia de bateria quando não é preciso fazer ligações ou estar conectar à Internet. Confira neste tutorial como ativar a função no seu smartphone e também quais os usos que ela pode ter.

- Como fazer o Facebook gastar menos bateria no Android e iPhone?

O Facebook é um verdadeiro ladrão de energia em smartphones, pois roda em segundo plano e utiliza a Internet mesmo quando não está aberto. Apesar disso, não é preciso desinstalar o aplicativo para fazer o seu aparelho ficar ligado por mais tempo. Confira estas dicas do TechTudo para reduzir o consumo do app do Facebook.


Ainda tem alguma dúvida? Faça uma pergunta no Fórum do TechTudo! Lá você encontra usuários e especialistas com as melhores dicas e prontos para ajudar a resolver o seu problema!

 

fonte: http://www.techtudo.com.br/

13 tecnologias que podem ficar obsoletas em 10 anos Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/42256-13-tecnologias-que-podem-ficar-obsoletas-em-10-anos.htm#ixzz2ZoKDPlB7

 Tecnologias que podem ficar obsoletas (Fonte da imagem: iStock)

 

Quem diria que os disquetes deixariam de ser utilizados? O que falar, então, dos walkmans e discmans? Se você nasceu na década de 80, deve se lembrar também das já nostálgicas fitas cassete e das várias horas tentando usá-las para gravar uma música acompanhando a programação da estação de rádio de sua preferência.

Embora possa parecer que certos dispositivos vão nos acompanhar para o resto de nossas vidas, a tecnologia não para. Assim, algo que é muito moderno hoje pode não mais existir em um período de tempo muito menor do que poderíamos imaginar. Por outro lado, há coisas que mesmo um pouco obsoletas continuam a ser largamente utilizadas.

Abaixo, preparamos uma seleção com 13 exemplos de tecnologias que estão com os dias contados, com chances de serem completamente extintas em um período de 10 anos.

Máquinas fotográficas e filmadoras

Embora hoje esse tipo de dispositivo ainda seja bem comum, não há um lugar muito claro no futuro para as máquinas fotográficas portáteis e as filmadoras domésticas. Não estamos dizendo que as pessoas vão abandonar completamente os álbuns de família e os momentos importantes que devem ser armazenados como um pequeno vídeo caseiro.

A questão é que, atualmente, as câmeras presentes nos smartphones já conseguem substituir tais dispositivos de maneira eficiente. Além disso, como um ponto a mais para os celulares, eles costumam estar sempre conosco, diferente do que ocorre com as máquinas fotográficas, às quais recorremos apenas para o propósito de tirar fotografias.

Máquinas fotográficas portáteis (Fonte da imagem: iStock)

Da mesma maneira, os smartphones trazem aplicativos que permitem ajustar as imagens e adicionar filtros, que são recursos largamente utilizados atualmente. Vale apenas ressaltar que não estamos falando de equipamentos profissionais, pois esses sobreviverão por mais alguns anos. Porém, citando o universo de consumidores finais, é bem provável que as pessoas, com o tempo, passem a deixar de lado as máquinas fotográficas.

Linha telefônica fixa

Se você voltar no tempo, há alguns anos a ideia de que os telefones fixos seriam substituídos pareceria absurda. No entanto, atualmente, a telefonia móvel já apresenta preços muito acessíveis e planos que enquadram grande parte dos consumidores, sendo, em alguns casos, ainda mais atraentes do que as tarifas aplicadas nos planos domésticos.

Além disso, como citado no tópico anterior, o smartphone acompanha você a todos os lugares, enquanto uma linha doméstica só serve para localizá-lo na sua residência. Outro ponto que vale menção é o fato de a cada dia as pessoas utilizarem mais os serviços de VoIP para fazer ligações a partir do seu computador.

Telefones fixos (Fonte da imagem: iStock)

Os mensageiros instantâneos e as redes sociais também passaram a oferecer uma alternativa para a comunicação à distância, fazendo com que o telefone fixo seja menos utilizado para a tarefa. Por isso, é bem provável que os telefones fixos passem a ser deixados de lado gradualmente até o ponto de ficar completamente obsoletos.

Disco rígido

Fazendo uma breve análise e levando em consideração apenas os últimos anos, já é possível observar como a tecnologia para o armazenamento dos dados nos computadores sofreu várias alterações. Os tamanhos físicos diminuíram, a capacidade de guardar informações aumentou, a velocidade de gravação está mais alta e a tecnologia empregada é muito mais confiável (e melhor) do que há algum tempo.

Além dessas, muitas outras características poderiam ser apontadas. No entanto, ainda assim o disco rígido está com os dias contados, assim como os seus antecessores. Por mais que hoje os discos de estado sólido (SSD) ainda estejam com preços altos e espaços não tão atraentes, provavelmente em dez anos a história seja outra.

Discos rígidos (Fonte da imagem: iStock)

Hoje você já pode encontrar vários fabricantes que oferecem o SSD como dispositivo de armazenamento, por várias características como durabilidade, velocidade de gravação e de leitura. Adicionalmente, eles são mais estáveis que os HDs, fazendo com que os dias desse tipo de sistema estejam contados.

Óculos 3D

Desde o surgimento dos filmes em três dimensões, foi adotado esse “mecanismo” especial, feito para adaptar o olho humano ao tipo de imagem apresentado pelos efeitos do 3D. Porém, os óculos 3D não podem ser considerados “perfeitamente confortáveis”, além de o seu uso ser um pouco mais complexo quando você já precisa de óculos de grau.

Por isso, recentemente, várias tecnologias estão começando a apresentar resultados capazes de adaptar a visão para efeitos em três dimensões sem a necessidade de óculos especiais. Empresas como a HTC e a LG já lançaram dispositivos que permitem às pessoas experimentarem imagens 3D a olho nu, bem como já acontece com o Nintendo 3DS.

Óculos 3D também podem enfrentar a extinção (Fonte da imagem: iStock)

Assim, é apenas uma questão de tempo para que esse tipo de resultado seja adaptado também às telas grandes, eliminando a necessidade de existirem óculos 3D.

Controle Remoto

Voltando um pouco no tempo, muitos televisores não tinham controle remoto, fazendo com que as pessoas tivessem que sair da poltrona para trocar o canal na própria TV. Futuramente, há uma grande possibilidade de que esse tipo de dispositivo volte a desaparecer ou ao menos o aparelho dedicado a essa tarefa.

Adeus controle remoto (Fonte da imagem: iStock)

Isso porque muitos fabricantes estão desenvolvendo soluções que envolvam gestos e comandos de voz para a realizar as ações. Além disso, há aplicativos capazes de transformar os smartphones em controles eficientes para alguns aparelhos. Embora tais recursos ainda possam levar alguns anos para ser aprimorados, a tendência é que os controles remotos como conhecemos hoje sejam extintos.

CDs e DVDs

Assim como o sistema de armazenamento do computador passou por vários aprimoramentos, o mesmo aconteceu com as mídias de dados. CDs e DVDs representam maneiras mais confiáveis ao armazenamento de dados do que os antigos disquetes, por exemplo. Além disso, com relação a um dispositivo para a reprodução de músicas, a qualidade do som é muito maior do que o antigo disco de vinil.

CDs e DVDs (Fonte da imagem: iStock)

Várias outras características poderiam ser citadas para indicar como esse tipo de mídia “revolucionou” a história da sua própria forma. Não estamos dizendo, também, que os CDs e os DVDs não vão desaparecer da noite para o dia – especialmente se você levar em conta que muitos títulos raros (falando de músicas e filmes) ainda não podem ser encontrados em Blu-rays ou adquiridos via internet, por exemplo.

Porém, por mais que eles venham a ser utilizados por mais alguns anos, com o tempo, possívelmente tais mídias serão substituídos por tecnologias que sejam mais duráveis, confiáveis ou com maior capacidade de armazenamento.

DVD Player

Você se lembra dos antigos videocassetes? Há pouco mais de 10 anos eles estavam começando a ser substituídos pelos aparelhos para reproduzir DVDs. Hoje, o Blu-ray já se encontra relativamente popular e representa uma mídia mais segura e com maior qualidade para o armazenamento de filmes, por exemplo.

Reprodutores de DVD (Fonte da imagem: iStock)

Além disso, serviços como o Netflix também passaram a ser adotados por várias pessoas. Outro quesito que vale nota é o fato de os computadores e os consoles modernos serem plenamente capazes de executar esse tipo de mídia. Dessa forma, acredita-se que em breve seja completamente desnecessário ter um dispositivo apenas para reproduzir DVDs.

Máquinas de fax

Talvez você não possua esse tipo de aparelho na sua casa, mas, atualmente, muitas empresas (e pessoas) ainda utilizam máquinas de fax para a transmissão rápida de documentos. O emprego delas é maior quando é preciso ter uma autorização formal do cliente, como em papéis nos quais seja imprescindível ter uma assinatura.

Entretanto, hoje temos à nossa disposição várias maneiras de enviar documentos em instantes, como serviços de email, mensageiros instantâneos, entre outros. Esses meios representam uma forma para a transmissão de um documento tanto mais econômica quanto muito mais rápida, além de permitir que você possa visualizar o arquivo em questão por mais tempo do que aconteceria no caso de um papel de máquinas de fax.

13 tecnologias que podem ficar obsoletas em 10 anos (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Mesmo a tecnologia para assinatura digital está em constante evolução, permitindo que as pessoas sejam capazes de realizar autorizações de maneira eletrônica. Por isso, é possível dizer com certa tranquilidade que em breve máquinas de fax serão completamente deixadas de lado.

Relógios de pulso comuns

Ainda que a presença de um relógio no pulso possa fazer um indivíduo parecer “mais respeitável”, no modelo atual eles não são mais uma peça vital na vida das pessoas. Pense em quantas vezes utilizamos um desses dispositivos para ver as horas em vez dos nossos smartphones, reprodutores de MP3 e aparelhos semelhantes.

Relógios serão aprimorados (Fonte da imagem: iStock)

Da mesma maneira, quando estamos em casa, somos cercados por relógios. Eles estão presentes no computador, no micro-ondas, no aparelho de TV a cabo, no reprodutor de DVD ou de Blu-ray; atualmente, diversos aparelhos eletrônicos já possuem uma maneira para você visualizar o horário sem ter que recorrer a um relógio de pulso.

Ainda assim, talvez eles não venham a ser completamente extintos, mas sim substituídos por smartphones ou outros gadgets adaptados para o uso no pulso.

Sistemas operacionais baseados em janelas

Essa é uma tendência que talvez leve um pouco mais de 10 anos para ser completamente extinta. Porém, com o tempo, os sistemas operacionais como conhecemos hoje vão passar por mudanças na forma utilizada para acessar os programas e utilizá-los. Em partes, isso acontece devido à popularização da tecnologia touchscreen.

Windows 8 quebrando paradigmas (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Basta observar que mesmo a Microsoft, amplamente conhecida por adotar um sistema operacional cuja interface contém uma “Área de trabalho com janelas”, já tentou quebrar o paradigma com o Windows 8. Provavelmente, no futuro, os sistemas passem a ser mais adaptados para telas sensíveis ao toque e o modelo atual seja substituído.

Monitores e TVs “de tubo”

Embora essa tecnologia já esteja em fase avançada de substituição, ainda é possível encontrar locais que adotam monitores e TVs CRT (sigla para o termo cathode ray tube, em inglês, ou "tubo de raios catódicos”). Da mesma forma, esses produtos ainda continuam à venda e os preços mais populares praticados ainda atraem alguns consumidores.

Monitores afinando (Fonte da imagem: iStock)

Porém, cada vez mais os aparelhos de TV e monitores estão mais finos, e a tecnologia empregada neles já está em um grau avançado, além de os custos de produção terem ficado mais baixos. Com isso, os modelos mais novos certamente substituirão por completo os CRTs que ainda estão no mercado.

Pagers

Por mais que você possa não acreditar, os pagers ainda existem – e ainda estão em uso. Quando eles foram lançados, o objetivo era proporcionar uma forma de encontrar um indivíduo onde quer que ele estivesse. À medida que as taxas de telefones celulares passaram a ser mais acessíveis, esse tipo de aparelho já começou a sua jornada rumo à extinção.

13 tecnologias que podem ficar obsoletas em 10 anos (Fonte da imagem: Divulgação/Motorola)

Hoje, praticamente não há mais uma função que faça com que o pager seja um aparelho essencial, e é possível que não sejam necessários 10 anos para que eles passem a não ser mais utilizados.

Máquinas de escrever

Pode não parecer, mas as máquinas de escrever foram mecanismos que tiveram grande destaque por muitos anos. Elas evoluíram de modelos completamente mecânicos para elétricos e serviram durante muito tempo para datilografar documentos, trabalhos escolares e cartas, entre outros, desempenhando um papel importante na comunicação.

13 tecnologias que podem ficar obsoletas em 10 anos (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Hoje, poucas máquinas de escrever ainda estão em uso, mas o seu legado, o teclado QWERTY, talvez ainda permaneça entre nós por vários anos.

Nostalgia à parte

Quem cresceu com as tecnologias citadas talvez sinta certa nostalgia quando existe a possibilidade de extinção de vários itens que ocuparam grande parte de uma vida. Já quem ainda é criança talvez não venha sequer a conhecer muitos desses dispositivos, ou ao menos não no seu uso cotidiano.

A tecnologia está em constante evolução e há sempre uma grande preocupação em tornar a vida das pessoas mais simples. Há quem diga que em 10 anos não teremos mais os mouses e os players de MP3. Embora tal afirmação pareça um pouco exagerada, somente com o passar do tempo será possível afirmar com real embasamento se ela será verdadeira.



Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/42256-13-tecnologias-que-podem-ficar-obsoletas-em-10-anos.htm#ixzz2ZoJTig6G

Sidebar Menu