Ricardo Coutinho confirma processo de mudança de João Azevêdo para Granja Santana e sentencia: “Ali é local de trabalho”



Ricardo Coutinho confirma processo de mudança de João Azevêdo para Granja Santana e sentencia: “Ali é local de trabalho”
Assim como o governador Ricardo Coutinho (PSB), o governador eleito João Azevêdo (PSB) também fará morada na Granja Santana, pelos próximos quatro anos a fim de dar continuidade ao projeto desenvolvido pela administração até agora.


Não apenas um lugar para dormir, o local, conforme Ricardo, é, sobretudo, um local de muito trabalho, onde são realizadas reuniões até tarde da noite, traçadas metas e planos para mantar um Estado equilibrado.

Segundo Ricardo, manter um governante morando em um apartamento – como no caso de João – dificultaria a logística de reuniões e também da realização do trabalho par aa segurança.

“Eu estou em processo de mudança. João deve morar na granja, até porque não tem como morar em um apartamento, não tem como disponibilizar o apoio para a segurança, não tem como receber as pessoas. Eu estou na granja porque eu trabalho na granja, eu não tenho expediente em local determinado, eu faço reunião à noite, vou até 23h, meia noite, ou seja, estou lá no trabalho. A granja é lugar de trabalho. Mas já estou em processo de mudança sim para a chegada de João”, arrematou.

Além de reuniões com integrantes do Governo, na granja, o chefe do executivo também recebe outros chefes de executivo, parlamentares, e empresários a fim de firmar parcerias para desenvolver o Estado. É também na Granja que o governador concede entrevista semanalmente para prestar contas de suas ações.

EM TEMPO

Na tarde deste sábado, o governador Ricardo Coutinho (PSB) cumpriu agenda em Campina Grande, ocasião em que entregou a 2ª etapa do Parque Bodocongó, orçada em quase R$ 7 milhões.

 

PB Agora

Magistrados paraibanos poderão vender até 15 dias de férias para ganhar mais




Medida afeta todos os 256 juízes e 19 desembargadores do poder judiciário do estado da Paraíba
Por: Blog do Gordinho

 

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Joás de Brito Pereira Filho, aprovou uma resolução que permite aos magistrados da Paraíba realizar a venda de dias de férias em troca de um ‘abono pecuniário’.

A medida afeta todos os 256 juízes e 19 desembargadores do Poder Judiciário estadual. Os magistrados poderão vender até 15 dias de férias, caso tenham sido fracionadas, tendo de escolher sempre entre os primeiros ou últimos dias de descanso.

De acordo com a resolução, a venda de dias de férias por abono não acarreta prejuízos a subsídios e verbas indenizatórias inerentes ao cargo, como auxílios dos magistrados.

A decisão inclui que a “venda” só poderá ser feita observando a necessidade de serviço, a conveniência e a oportunidade administrativas, bem como a disponibilidade orçamentária e financeira” do tribunal.

Juízes e desembargadores contam com dois meses de férias por ano, além de recesso entre dezembro e janeiro.

Em novembro, os rendimentos líquidos na folha de pagamento dos magistrados atingia cifras entre R$ 17 mil a R$ 37 mil, incluindo indenizações, bonificações, férias e 13º salário.

Ricardo assina 168 contratos do Empreender e libera R$ 1 milhão em créditos para empreendedores de 10 cidades

Francisco Franca
Francisco Franca

 

O governador Ricardo Coutinho assinou, neste sábado (15), em Campina Grande, 168 contratos do programa Empreender-PB. A ação representa mais de R$ 1 milhão de investimento eatende empreendedores dos municípios de Campina Grande, São José dos Ramos, São Miguel de Taipu, Tacima, Brejo dos Santos, Ingá, São Francisco, Pirpirituba, São José de Piranhas e Cachoeira dos Índios. Durante a solenidade, o chefe do Executivo Estadual também fez a entrega de 11 motos da Linha Empreender Motociclista, representando R$ 121 mil de investimento. Participaram da solenidade a deputada estadual Estela Bezerra, prefeitos, auxiliares do Governo e outras autoridades.

Na ocasião, o governador Ricardo Coutinho foi homenageado com uma placa de agradecimento pela implantação do Empreender e enfatizou que através do programa muitos empreendedores tiveram a oportunidade de ampliar e fortalecer seus negócios. “O Empreender veio para fazer com que o cidadão pudesse abrir ou potencializar seu empreendimento. O Estado passou a fomentar o trabalho, fazendo com que as pessoas caminhassem com suas próprias pernas. Movimentamos a economia de baixo para cima, vislumbrando construindo condições para que o povo melhore de vida”, comentou o governador.

Emocionada, a secretária executiva do Empreendedorismo, Amanda Rodrigues, revelou que um filme passava por sua mente, lembrando de tudo que foi feito pelo Empreender nos últimos anos. “Desde que assumi o Empreender pude presenciar a mudança na vida de muitas pessoas. Ao longo da gestão, foram R$ 150 milhões liberados para mais de 27 mil empreendedores que se emanciparam com o apoio desse programa que tem como lema: O nosso melhor negócio é a nossa gente. Que o Empreender continue dando mais oportunidades para os paraibanos”, falou.

Gustavo Casimiro é da cidade de São Francisco e trabalha no ramo da produção de salgados para eventos e lanchonetes. “Há cinco anos eu e minha esposa atuamos neste ramo, mas temos um espaço pequeno para fazer os produtos. Com o recurso do Empreender vamos poder ampliar o local e, consequentemente, aumentar a nossa produção de salgados. O Empreender é a oportunidade que estávamos esperando para ampliar nosso negócio”, comemorou.

“Eu sou um trabalhador autônomo da cidade de Juarez Távora e quero expressar minha gratidão ao Empreender. Assim como fui beneficiado, outras 27 mil pessoas também foram contempladas e receberam o apoio desse projeto. Com o Empreender temos a chance de crescer e termos nossa independência financeira”, falou o empreendedor Manoel Lopes.

Ricardo não descarta assumir a Fundação João Mangabeira



 

Muitos perguntam qual poderia ser o futuro do governador Ricardo Coutinho (PSB) após o término do mandato. Enquanto alguns apostam numa possibilidade de candidatura a prefeito de João Pessoa em 2020, o socialista tergiversa. Porém, neste sábado (15), revelou que pode assumir uma missão na Fundação João Mangabeira.

“Eu vou ter um tempo para estar com meus filhos, para mim. Estou sendo convidado para ir para Fundação João Mangabeira, que é do PSB, para fazer o que gosto de fazer, que é pensar política, desenvolver políticas públicas, discutir grandes temas, como democracia e segurança, formar quadros. Estou pensando nisso ainda”, afirmou.

Em carta, Lula pede a Dilma que resista ‘atacando e não se defendendo’



 ’O texto foi divulgado no perfil do Twitter de Dilma neste sábado

Na carta, Lula parabeniza a ex-presidente e deseja "toda sorte do mundo" Foto Lula Marques/Agência PT


Em carta à ex-presidente Dilma Rousseff, seu antecessor no Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva, desejou forças para ela “resistir atacando e não se defendendo”.

O texto foi divulgado no perfil do Twitter de Dilma neste sábado (15), um dia após o seu aniversário de 71 anos.

Na carta, Lula parabeniza a ex-presidente e deseja “toda sorte do mundo”.

“Dilminha, aqui estou preparado para enfrentar o Moro e as mentiras da minha condenação. Dilma, meu lema agora é: não troco a minha dignidade pela minha liberdade. Feliz Natal”, afirmou o petista.

Lula está preso desde abril na sede da Polícia Federal em Curitiba. Ele foi condenado, no ano passado, a nove anos e seis meses por corrupção e lavagem de dinheiro pelo ex-juiz Sergio Moro, futuro ministro da Justiça e Segurança Pública do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

A condenação foi aumentada para 12 anos e um mês em janeiro deste ano pela oitava turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Ele é réu em outros sete processos. Sua defesa nega que ele tenha cometido qualquer irregularidade.

No dia 23 de novembro, Dilma também se tornou ré junto a Lula sob acusação de organização criminosa no processo referente ao caso conhecido como “quadrilhão do PT”.

À época, a comitiva nacional do PT disse que o processo se tratou de “um delírio acusatório” do ex-procurador-geral Rodrigo Janot”.(Folhapress)

Sidebar Menu