Agentes de Saúde em JP ameaçam paralisação e boicote à gestão Cartaxo



 
Servidores cobram o reajuste já neste mês, com a remuneração subindo de R$ 1.250 para R$ 1.500, valor que foi promulgado em 14 de agosto pelo Congresso Federal
Redação Paraíba Já

Os agentes comunitários de Saúde do município de João Pessoa ameaçam não repassar os dados do cadastramento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na Capital, caso a Prefeitura não conceda o reajuste salarial da categoria ainda neste mês de janeiro.

Os servidores querem o reajuste já neste mês, com a remuneração subindo de R$ 1.250 para R$ 1.500, valor que foi promulgado em 14 de agosto pelo Congresso Federal.

“O Governo Federal só vai repassar o incentivo para cada município de acordo com o número de usuários. Nós, agentes de saúde, estamos recadastrando todos os usuários e tem uma data limite para isso, que é o mês de março. Se o aumento não for pago em janeiro, não vamos passar os dados para a Prefeitura e só o faremos após o pagamento”, informou o vice-presidente do Sindicato Municipal dos Agentes de Saúde de João Pessoa, Raul Lima ao MaisPB.

De acordo com Raul, os servidores não irão abrir mão do aumento já no primeiro mês do ano.

Câmara de Bayeux vota pedido de cassação de Berg Lima




No caso em pauta ele é acusado de pagar adicional noturno a guardas municipais que nem teriam trabalhado durante a noite.

Berg tem sete aliados na Câmara Municipal e 10 vereadores na oposição a ele. (Foto: Reprodução )
A Câmara Municipal de Bayeux vai julgar, nesta quinta-feira (23), o pedido de cassação do prefeito Berg Lima. No caso em pauta ele é acusado de pagar adicional noturno a guardas municipais que nem teriam trabalhado durante a noite.

Berg ainda é alvo de pedido de cassação por compra de cones com dispensa de licitação e suspeita sobre o valor da aquisição, além de ser denunciado por suposto pagamento ilegal envolvendo a coleta de lixo. Mas esses dois últimos casos não estarão na pauta de hoje.

O parecer da relatora da Comissão Processante, vereadora França, é pelo arquivamento da denúncia contra o prefeito de Bayeux. O presidente da Comissão, Adriano Martins, acompanha o voto dela. Lico, membro na Comissão, é favorável à cassação do gestor.

O dirigente da Câmara, Jefferson Kita, oposicionista a Berg, disse ao ClickPB que "o voto da relatora foi pelo arquivamento. Trata-se de uma aliada do prefeito e o presidente também é outro aliado. Pediram arquivamento. Voto vencido do vereador Lico."

Ainda segundo declarou Jefferson Kita ao ClickPB, "a sessão do julgamento é uma sessão longa. Vão ser transmitidos no telão todos os procedimentos, todo o processo vai ser lido. Depois do processo lido, (serão exibidos) os (materiais) audiovisuais das oitivas. Aí depois dessa parte cada vereador terá 15 minutos para se pronunciar. A defesa também tem um tempo de, ser não me engano, até uma hora para explanar. Depois o processo vai para votação e encerra-se a sessão. Esse é o rito."

Berg tem sete aliados na Câmara Municipal e 10 vereadores na oposição a ele. Para a cassação do prefeito, é preciso um total de 12 votos a favor da medida.

Clickpb.com.br

 

Bolsonaro lidera intenção de voto para 2022 seguido por Lula, diz CNT/MDA



O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lidera a intenção de voto para corrida presidencial de 2022, segundo pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte), encomendada ao instituto MDA. Ele, que tem 29,1% das intenções, vem seguido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 17%.

A pesquisa, divulgada hoje, indicou que 30,2% dos entrevistados não sabem ou não responderam em quem votariam para presidente, caso as eleições fossem hoje.

“Natural [Bolsonaro estar liderando] por ele ter muito mais exposição do que os outros. O importante é saber, espontaneamente, o nome que vem à cabeça da população”, disse presidente da CNT, Vander Costa.

Aos entrevistados foi perguntado de forma espontânea, sem mostrar nomes de possíveis candidatos: “Ainda faltam três anos para as eleições presidenciais de 2022. Mas, caso as eleições fossem hoje, em quem o sr. votaria?”

O estudo ouviu 2.002 pessoas, de 15 a 18 de janeiro, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, segundo o instituto.

Veja abaixo a intenção de voto dos brasileiros para as eleições de 2022, segundo a pesquisa CNT/MDA:

Jair Bolsonaro – 29,1%
Lula – 17%
Ciro Gomes – 3,5%
Sergio Moro – 2,4%
Fernando Haddad – 2,3%
João Amoedo – 1,1%
Luciano Huck – 0,5%
Marina Silva – 0,4%
Dilma Rousseff – 0,3%
João Doria – 0,3%
Outros – 2,4%
Branco/Nulo – 10,5%
Não sabe/não respondeu – 30,2%
Avaliação do governo Bolsonaro:.

Ótimo – 9,5 % (era 8% em agosto de 2019)
Bom – 25% (era 21,4% em agosto de 2019)
Regular – 32,1% (era 29,1% em agosto de 2019)
Ruim – 9,5% (era 12,9% em agosto de 2019)
Péssimo – 21,5% (era 26,6% em agosto de 2019)
Não sabe/não respondeu – 2,4% (era 2% em agosto de 2019)

Uol, Brasília

Vice-prefeito de CG defende nome do neto para disputar PMCG



 A corrida sucessória já tem movimentado a política campinense. O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (PP), defendeu o nome de seu neto Lucas Ribeiro, na cabeça da chapa majoritária, que por enquanto, tem o deputado licenciado Tovar Correia Lima, como candidato ao cargo majoritário.

– Especulam-se essa chapa, mas também defendo o contrário, sendo Lucas como candidato a prefeito e Tovar como vice, pois temos que colocar todos no mesmo patamar. Romero tem vários nomes, como Bruno Cunha Lima, Félix Araújo Neto, que tem feito um trabalho excepcional e é uma pessoa que temos que valorizar pelo trabalho que tem feito na STTP – disse o vice-prefeito durante entrevista à Rádio Campina FM.

PB Agora

Presidente do PT veta apoio à candidatura de Ana Claudia em CG: ‘Zero possibilidade’



O presidente da executiva estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Jackson Macêdo, vetou, nesta quarta-feira (22), a possibilidade de que a legenda possa apoiar a pré-candidatura da secretária Ana Claudia Vital do Rêgo (Podemos) na disputa pela Prefeitura de Campina Grande.

Em entrevista ao Hora H, programa apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra, Macêdo disse que o PT caminha para dar sustentação a possível candidatura do deputado Inácio Falcão (PCdoB).

“Zero possibilidade de apoiar Ana Cláudia, zero possibilidade de apoiar Romero. A possibilidade é discutir entorno da candidatura do companheiro Inácio Falcão, que inclusive está bem situado nas pesquisas e é de um partido aliado histórico do nosso na Paraíba. Se não formos termo candidatura própria em Campina, nós vamos apoiar Inácio”, pontuou.

Em relação a João Pessoa, Jackson afirmou que ainda aguarda a definição de quem serão os postulantes. Mas, adiantou que o PT não apoiará o candidato que faça parte da base de Bolsonaro.

 

MaisPB

Sidebar Menu