Justiça cancela edital de convocação e suspende as eleições indiretas em Bayeux por 10 dias

Câmara Municipal de Bayeux

Portal WSCOM

A Justiça determinou o cancelamento do Edital de Convocação para as eleições indiretas, pela Câmara Municipal, em Bayeux. Com isso, está suspenso pelo prazo de 10 dias a realização do processo eleitoral, que ocorreria na próxima quinta-feira (13), para escolha dos novos prefeito e vice-prefeito do município.

Em sede liminar, a decisão acatou pedido da vereadora Lucília de Freitas (Democratas), que não pode se inscrever no pleito, dentro do prazo hábil, por indeferimento do próprio partido.

A decisão determinou ainda a abertura de novos prazos para inscrição de chapas concorrentes e para a realização do próprio processo eleitoral.

APESAR DA SUSPENSÃO, O PLEITO ESTÁ MANTIDO

Antes, o juiz convocado para substituir a desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, Miguel de Britto Lyra Filho, manteve a decisão do juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, que suspendeu o Ato nº 09/2020 da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Bayeux e determinou a deflagração do processo de eleição indireta para preenchimento dos cargos de prefeito e vice.

No Agravo de Instrumento nº 0810566-83.2020.8.15.0000, a Mesa Diretora buscou a reforma da decisão, sob o argumento de que devem ser mantidos os efeitos do Ato nº 09/20, que, apreciando requerimento protocolado por seis vereadores, decidiu pela declaração de nulidade e inaplicabilidade da Emenda nº 01/2019 à Lei Orgânica Municipal, a qual prevê a eleição, pela via indireta, quando a vacância ocorrer a menos de seis meses do final do mandato. A alegação é que a referida Emenda não pode prevalecer, porque não entrou em vigor para projetar seus efeitos jurídicos, tendo em vista não haver sido publicada no Diário Oficial do Município e no qual teria que constar a norma questionada, sob pena de se tornar nula, por ofensa ao princípio da publicidade.

“A alegação da agravante, de que a Emenda seria nula por ter deixado de ser publicada no Diário Oficial do Município mostra-se insubsistente, primeiro porque inexiste, na legislação de regência, obrigação de que a publicação ocorra, necessariamente, naquele órgão de comunicação; segundo porque, à luz do narrado na própria petição recursal, foi encaminhado pela Câmara Municipal ofício, ao então prefeito, requerendo-se a referida publicação, também no Diário Oficial do Município, o que demonstra a tentativa de se efetivar a mais ampla publicação”, destacou o juiz Miguel de Britto em sua decisão.

Entenda o caso

A Emenda nº 01/2019 foi aprovada em março de 2019. Já em 27/07/2020, a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Bayeux, atendendo a requerimento subscrito por seis vereadores, declarou a nulidade da norma e a consequente aplicação da antiga redação do artigo 8º da Lei Orgânica do Município, que previa a assunção do cargo de prefeito pelo presidente da Câmara e, no caso de impedimento deste, por aquele que a Câmara eleger. Na Primeira Instância, o juiz Francisco Antunes entendeu que a decisão administrativa da Mesa Diretora era nula de pleno direito, pois, uma lei aprovada somente deixará de vigorar por outra lei que a modifique ou a revogue.

Da decisão cabe recurso.


Paraíba confirma 1.453​ novos casos de Covid-19 em 24h; total de mortos chega a 2.046​ e 91.819​ infectados​

 
O índice de Isolamento Social foi de apenas 36,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.



Por Redação ClickPB
 

Até o momento, 266.663 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. (Foto: Reprodução)
A Paraíba registrou 1.453 novos casos de Covid-19 e 23 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta terça-feira (11), 91.819 pessoas já contraíram a doença, 45.744 já se recuperaram e 2.046, infelizmente, faleceram.

Até o momento, 266.663 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Casos Confirmados: 91.819
Casos Descartados: 107.010
Óbitos confirmados: 2.046
Casos recuperados: 45.744
Total de municípios: 222
A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 41%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 45%. Em Campina Grande, estão ocupados 35% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 51% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 36,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 222 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (50); Aguiar (24); Alagoa Grande (851); Alagoa Nova (264); Alagoinha (844); Alcantil (55); Algodão de Jandaíra (6); Alhandra (596); Amparo (17); Aparecida (69); Araçagi (479); Arara (191); Araruna (224); Areia (366); Areia de Baraúnas (10); Areial (45); Aroeiras (198); Assunção (44); Baia da Traição (529); Bananeiras (187); Baraúna (130); Barra de Santa Rosa (63); Barra de Santana (90); Barra de São Miguel (46); Bayeux (1621); Belém (926); Belém do Brejo do Cruz (30); Bernardino Batista (7); Boa Ventura (4); Boa Vista (80); Bom Jesus (8); Bom Sucesso (18); Bonito de Santa Fé (22); Boqueirão (332); Borborema (31); Brejo do Cruz (337); Brejo dos Santos (25); Caaporã (914); Cabaceiras (60); Cabedelo (2553); Cachoeira dos Índios (95); Cacimba de Areia (8); Cacimba de Dentro (243); Cacimbas (46); Caiçara (405); Cajazeiras (1402); Cajazeirinhas (23); Caldas Brandão (220); Camalaú (2); Campina Grande (11379); Capim (149); Caraúbas (37); Carrapateira (46); Casserengue (268); Catingueira (17), Catolé do Rocha (305); Caturité (97); Conceição (508); Condado (114); Conde (700); Congo (70); Coremas (129); Coxixola (33); Cruz do Espírito Santo (284); Cubati (74); Cuité (163); Cuité de Mamanguape (106); Cuitegí (381); Curral de Cima (25); Curral Velho (2), Damião (27); Desterro (54); Diamante (148); Dona Inês (88); Duas Estradas (78); Emas (50); Esperança (432); Fagundes (96); Frei Martinho (7); Gado Bravo (92); Guarabira (3657); Gurinhém (417); Gurjão (23); Ibiara (56); Igaracy (10); Imaculada (45); Ingá (1090); Itabaiana (1039); Itaporanga (228); Itapororoca (723); Itatuba (313); Jacaraú (292); Jericó (16); João Pessoa (23298); Joca Claudino (11); Juarez Távora (285); Juazeirinho (169); Junco do Seridó (47); Juripiranga (455); Juru (106); Lagoa (6); Lagoa de Dentro (117); Lagoa Seca (636); Lastro (18); Livramento (87); Logradouro (127); Lucena (361); Mãe d‘Água (18); Malta (94); Mamanguape (2156); Manaíra (11); Marcação (300); Mari (1076); Marizópolis (26); Massaranduba (317); Mataraca (165); Matinhas (71); Mato Grosso (16); Matureia (36); Mogeiro (154); Montadas (41); Monte Horebe (15); Monteiro (343); Mulungu (319); Natuba (59); Nazarezinho (36); Nova Floresta (61), Nova Olinda (15); Nova Palmeira (60); Olho D´Água (40); Olivedos (79); Parari (5); Passagem (30); Patos (3120); Paulista (180); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (34); Pedras de Fogo (1258); Pedro Régis (45); Piancó (152); Picuí (192); Pilar (298); Pilões (106); Pilõezinhos (239); Pirpirituba (291); Pitimbu (589); Pocinhos (139); Poço Dantas (8); Poço de José Moura (26); Pombal (455); Prata (5); Princesa Isabel (79); Puxinanã (257); Queimadas (1027); Quixaba (27); Remígio (229); Riachão (71); Riachão do Bacamarte (223); Riachão do Poço (90); Riacho de Santo Antônio (29); Riacho dos Cavalos (13); Rio Tinto (1002); Salgadinho (27); Salgado de São Felix (233); Santa Cecília (66); Santa Cruz (53); Santa Helena (19); Santa Inês (58); Santa Luzia (225); Santa Rita (2653); Santa Terezinha (54); Santana de Mangueira (6); Santana dos Garrotes (18); Santo André (15); São Bentinho (43); São Bento (1569); São Domingos (1); São Domingos do Cariri (47); São Francisco (33); São João do Cariri (96); São João do Rio do Peixe (237); São João do Tigre (11); São José da Lagoa Tapada (53); São José de Caiana (47); São José de Espinharas (38); São José de Piranhas (164); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (58); São José do Brejo do Cruz (11); São José do Sabugi (218); São José dos Cordeiros (39); São José dos Ramos (237); São Mamede (38); São Miguel de Taipu (131); São Sebastião de Lagoa de Roça (220); São Sebastião do Umbuzeiro (13); São Vicente do Seridó (47); Sapé (969); Serra Branca (148); Serra da Raíz (21); Serra Grande (9); Serra Redonda (242); Serraria (157); Sertãozinho (182); Sobrado (175); Solânea (449); Soledade (142); Sossego (11), Sousa (1439); Sumé (224); Tacima (123); Taperoá (70); Tavares (109); Teixeira (168); Tenório (16); Triunfo (55); Uiraúna (94); Umbuzeiro (75); Várzea (15); Vieirópolis (6); Vista Serrana (7), Zabelê (25).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM, e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 11/08, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Os 23 óbitos registrados nesta terça ocorreram entre 04 de maio e 11 de agosto, 11 deles nas últimas 48 horas. Os pacientes tinham idade entre 30 dias e 90 anos, sendo 08 deles com menos de 65 anos. Hipertensão e cardiopatia foram as comorbidades mais freqüentes. Sobre o local de ocorrência, 05 deles foram em hospitais privados e os demais em hospitais públicos.

Homem, 73 anos, residente em Bayeux. Início dos sintomas em 03/08/2020. Portador de doença neurológica. Foi a óbito em hospital público no dia 11/08/2020.

Homem, 87 anos, residente em Pombal. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 10/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 11/08/2020.

Homem, 61 anos, residente em Cabedelo. Início dos sintomas em 20/06/2020. Portador de neoplasia. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Homem, 71 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 21/07/2020. Portador de cardiopatia. Foi a óbito em hospital privado no dia 10/08/2020.

Homem, 83 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 12/07/2020. Portador de neoplasia. Foi a óbito em hospital público no dia 10/08/2020.

Mulher, 90 anos, residente em Cabedelo. Hipertensa, portadora de cardiopatia e doença respiratória. Início dos sintomas em 01/08/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/08/2020.

Mulher, 25 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 25/07/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 09/08/2020.

Mulher, 71 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 11/07/2020. Portador de cardiopatia e doença hepática. Foi a óbito em hospital privado no dia 09/08/2020.

Mulher, 77 anos, residente em João Pessoa. Hipertensa, cardiopata, diabética e portadora de doença respiratória. Início dos sintomas em 24/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/08/2020.

Mulher, 66 anos, residente em Sapé. Hipertensa. Início dos sintomas em 13/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/08/2020.

Homem, 67 anos, residente em Uiraúna. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 11/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 09/08/2020.

Mulher, 89 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 15/07/2020. Diabética e cardiopata. Foi a óbito em hospital privado no dia 07/08/2020.

Homem, 49 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 03/08/2020. Hipertenso. Foi a óbito em hospital público no dia 06/08/2020.

Mulher, 41 anos, residente em Cabedelo. Portadora de doença renal e transtorno psiquiátrico. Início dos sintomas em 09/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 31/07/2020.

Homem, 48 anos, residente em Cabedelo. Início dos sintomas em 05/07/2020. Hipertenso, diabético e obeso. Foi a óbito em hospital público no dia 21/07/2020.

Mulher, 33 anos, residente em João Pessoa. Imunossuprimida e portadora de neoplasia. Início dos sintomas em 19/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/07/2020.

Homem, 33 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 21/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 28/06/2020.

Recém-nascido, 30 dias, do sexo masculino, residente em João Pessoa. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 07/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 26/06/2020.

Homem, 75 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 10/06/2020. Imunossuprimido. Foi a óbito em hospital público no dia 14/06/2020.

Mulher, 84 anos, residente em Cajazeiras. Sem comorbidade. Início dos sintomas em 05/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Mulher, 65 anos, residente em Itapororoca. Imunossuprimida e portadora de neoplasia. Início dos sintomas em 20/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 04/06/2020.

Homem, 83 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 27/05/2020. Portador de doença respiratória. Foi a óbito em hospital público no dia 01/06/2020.

Mulher, 76 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 25/04/2020. Sem informação de comorbidade. Foi a óbito em hospital público no dia 04/05/2020.


Ex-conselheiro do TCE-PB é condenado a pagar indenização por chamar síndica de “esqueleto ambulante” em grupo de WhatsApp


De acordo com a decisão, o ex-conselheiro do TCE teria chamado a síndica de "esqueleto ambulante".


Por Redação ClickPB
 

O juiz José Ferreira Ramos Júnior, relator da decisão. (Foto: Walla Santos)
O ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Umberto Silveira Porto, foi condenado pela 2ª Turma Recursal Permanente da Capital, a pagar uma indenização de R$ 7 mil por cometer injúria contra a síndica do condomínio onde mora.

De acordo com a decisão, o ex-conselheiro do TCE teria chamado a síndica de "esqueleto ambulante" durante uma discussão em um grupo de WhatsApp.

Confira aqui a decisão.

"Da análise dos comentários, extrai-se clara atitude misógina e preconceituosa do promovido para com a promovente, utilizando-se de termo pejorativo, além de imputar-lhe fato criminoso, em falta de respeito e consequente ofensa à honra e imagem perante todos os integrantes do mencionado grupo", explicou o juiz José Ferreira Ramos Júnior, relator da decisão.

De acordo com o juiz relator, a Constituição Federal preconiza de forma "categórica o respeito e o direito a dignidade da pessoa humana, a liberdade, a vida, a intimidade, a honra, bem como traz importantes garantias de direitos às minorias", frisou no documento.

Por conta da ofensa ter sido cometida em um grupo de WhatsApp, além do poder econômico do conselheiro, o valor de R$ 1 mil não era considerado proporcional e razoável. Por isso, foi determinado o pagamento de R$ 7 mil.


“Sexta a gente escolhe o nome e anuncia. De sexta não passa”, avisa Romero sobre sucessão em Campina Grande

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, garante que ainda não escolheu o nome que irá apoiar na disputa pela sua sucessão na Prefeitura de Campina Grande. Em entrevista concedida nesta terça-feira (11), Romero declarou que até o próximo dia 15, ou seja, sexta-feira, tomará sua decisão e dará o anúncio.

Mesmo já tendo admitido que sua escolha poderá surpreender, Romero está mesmo dividido entre Bruno Cunha Lima (PSD) e Tovar (PSDB). Na semana passada, o chefe do Executivo em campina Grande revelou que aguarda o resultado de pesquisas qualitativas e quantitativas para chegar o nome que irá apoiar.

De acordo com Romero, os diálogos em relação ao pré-candidato a ser escolhido continuam acontecendo, mas dessa semana não passa.

– Não escolhi ainda não. Mas daqui para sexta-feira a gente escolhe e anuncia. De sexta não passa, porque graças a Deus toda semana tem uma sexta-feira. Mas se Deus quiser sexta-feira a gente resolve. Sexta-feira já é uma luz, já é um sinal. Essa semana estou concentrado para ações administrativas. Não é que a política não seja importante, ela é importante sim, mas a ação prioritária é a administração e se Deus quiser até sexta-feira, dentro de uma programação normal, refletindo e pensando e dialogando, nós estaremos anunciando nosso pré-candidato à prefeitura de Campina Grande -, explicou Romero.

 

PB Agora


Efraim Filho anuncia R$ 6,7 milhões para hospitais universitários

De acordo com o deputado Efraim Filho (DEM/PB) o Ministério da Saúde destinou mais de R$ 6,7 milhões para Hospitais Universitários da Paraíba por meio da Portaria GM/MS 1.984/2020.

“O repasse autorizado pelo Ministério da Saúde no valor de R$ 82,5 milhões aos Hospitais Universitários Federais, de todo Brasil, são para investimentos no âmbito do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF)”. Explicou Efraim. Ele disse ainda que no mês passado foram autorizados cerca de R$ 2,2 milhões por meio da Portaria 1.702.

Instituído em 2010, o REHUF é uma iniciativa dos Ministérios da Saúde e Educação para criar condições materiais e institucionais nos hospitais universitários federais para que possam desempenhar plenamente suas funções em relação ao ensino, pesquisa, extensão e assistência à saúde.

Segundo Efraim Filho as universidades mantenedoras desses estabelecimentos ganham maior capacidade orçamentária para estimular a oferta de ensino, pesquisa e atendimento de qualidade, conforme a necessidade e o planejamento da instituição. Inclusive, a verba pode ser usada para reformas e aquisição de materiais médico-hospitalares.

O deputado lembrou que “os recursos são de fundamental importância para os hospitais universitários.

Os recursos são pagos pelo Ministério da Saúde às instituições que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas ao porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do SUS.

Os pagamentos são efetuados pelo Fundo Nacional de Saúde conforme comprovação dos gastos.

Na Paraíba, os recursos totalizam R$ 2,2 milhões, e destinam-se ao Hospital Universitário Julio M. Bandeira de Melo – UFCG – Cajazeiras (R$ 703.534,94), ao Hospital Universitário Alcides Carneiro – UFCG – Campina Grande (R$ 3.838.097,27) e ao Hospital Universitário Lauro Wanderley – UFPB – João Pessoa (R$ 2.152.676,46).


PSB e Fundação João Mangabeira promovem seminário sobre o papel das mulheres em tempos de pandemia


O Partido Socialista Brasileiro na Bahia e a Fundação João Mangabeira realizam, na próxima quinta-feira (13), às 18h30, de forma virtual, o seminário Mulheres em Tempos de Isolamento Social – O que fazer? O objetivo é discutir o papel delas em tempos de pandemia.

O encontro, que ocorrerá no aplicativo Zoom e será transmitido nas redes sociais do PSB Bahia e da FJM, contará com as palestras de Lívia Almeida, integrante do Núcleo de Defesa de Mulheres da Defensoria Pública e Francilene Martins, jornalista e coordenadora do Movimento Novembro Negro na Argentina. A mediação será da assistente social Tânia Palma.

Também participam do evento as deputadas Lídice da Mata (federal) e Fabíola Mansur (estadual), as secretárias de Mulheres do PSB, Dora Pires (Nacional) e Luciana Cruz (estadual), além da coordenadora da Fundação João Mangabeira na Bahia, Cássia Magalhães.


Solidariedade: vítima da racismo ganha vaquinha de 190 mil reais, moto nova e emprego em agência de marketing

Matheus Pires foi atacado com ofensas racistas quando fazia uma entrega, mas o episódio despertou toda uma corrente de ajuda a seu favor para compensar as agressões sofridas

Motoboy vítima de racismo ganha moto nova (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 

Revista Fórum - O vídeo em que o motoboy Matheus Pires é atacado verbalmente pelo contabilista Mateus Abreu Almeida Prado Couto continua sendo um dos temas mais comentados nas redes sociais, e também um dos que mais mobiliza boas ações no Brasil.

A corrente de solidariedade a favor do entregador não foi pequena, e reuniu várias iniciativas para dar uma força para Pires e compensar as agressões racistas que ele sofreu do sujeito que o acusou de ter “inveja da sua cor”.

Uma das iniciativas foi uma vaquinha online, que arrecadou 197 mil reais em apenas um dia. Alguns dos apoiadores do entregador também se organizaram para comprar uma moto nova de presente para ele. E se isso já não era boa notícia demais, para finalizar, uma agência de publicidade de São Paulo ofereceu a ele um emprego.


Enquanto isso, o contabilista Mateus Abreu Almeida Prado Couto terá que responder processo por injúria racial, instalada pela Polícia Civil de São Paulo.


Paulo Guedes pode cair após debandada no Ministério da Economia


Aliados do ministro da Economia Paulo Guedes dizem que ele não vai deixar o governo agora, mas é corrente nos meios políticos a avaliação de que pode ser descartado, pois não tem um plano para enfrentar a crise econômica
Ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 

247 - Apesar das negativas de que vá pedir demissão, Paulo Guedes poderá ser descartado. Imediatamente após a debandada no seu ministério, pessoas próximas ao "posto Ipiranga" asseguram que ele não pede demissão.Mas são crescentes os relatos de que Guedes acumula cansaço e frustrações.

Para parlamentares, a saída de Guedes não seria dramática. A queixa é a de que, fora as reformas, falta a ele um plano para enfrentar a crise econômica, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.

A saída do secretário de Desestatização Salim Mattar pegou senadores, deputados e colegas do governo de surpresa. Em reuniões recentes, até na véspera, o então secretário de desestatização não tinha dado sinais de que tomaria a decisão. A demissão do secretário revela a existência de uma crise na pasta da Economia.


Cármen Lúcia detona Bolsonaro e diz que “irresponsabilidade política causou tragédia de 100 mil mortos”


A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, afirmou que a "irresponsabilidade política" é um dos fatores que levaram à trágica marca de 100 mil mortos pela covid-19


Ministra Cármen Lúcia durante sessão extraordinária. (12/03/2020) (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)
Siga o Brasil 247 

247 - A ministra do STF, Cármen Lúcia, disse que a tragédia pelos 100 mil mortos na pandemia brasileira é de responsabilidade de Bolsonaro e seu governo. Ela disse: “esta pandemia está patenteando exatamente isso, tornando escancarado como a irresponsabilidade política, junto com a falta de escrúpulo econômico, principalmente no espaço particular empresarial, junto com cidadãos que não pensam nos outros e não se comprometem com os outros, levaram a um fim de semana como esse que nós acabamos de ter, de uma sociedade enlutada por todos que tenham alguma sensibilidade.”

A ministra ainda declarou: “c em mil mortos é uma tragédia, 100 mil mortos não precisava de ter acontecido, em que pese ser fato que este coronavírus é realmente uma doença grave e que acometeria muita gente.”

A ministra ainda concluiu: “mas foi uma atuação estatal — aliada a uma atuação em parte de uma sociedade perplexa, aturdida diante de tantos desmandos, de tanta falta de orientação segura seguindo-se a ciência e a medicina de evidências — que nos levou a um fim de semana de luto e que, portanto, um luto que impõe luta permanente pela democracia.”


Conselho do FGTS aprova distribuição de R$ 7,5 bi para trabalhadores


Dinheiro será depositado até 31 de agosto nas contas vinculadas

Caixa Econômica Federal abre neste sábado para pagamento do auxílio emergencial
O resultado total do ano passado foi de R$ 11,32 bilhões. Foto: Marcelo Camargo/ABr

O Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aprovou hoje (11) a distribuição de parte dos lucros para os trabalhadores. Serão creditados nas contas vinculadas ao fundo R$ 7,5 bilhões, equivalentes a 66% do resultado positivo de 2019. O resultado total do ano passado foi de R$ 11,32 bilhões.

Conforme a deliberação, os créditos devem ser pagos até 31 de agosto. A distribuição será feita proporcionalmente ao saldo de 31 de dezembro de 2019.

Segundo informações apresentadas durante a reunião do conselho, a distribuição dos recursos permitirá que o FGTS tenha rendimento de 4,90%, somados juros e correções obrigatórias. Dessa forma, o fundo passa a render mais que a poupança, que fechou 2019 com rentabilidade de 4,26%, e a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que terminou o ano passado em 4,31%.

A decisão do conselho não altera as hipóteses em que o trabalhador pode sacar o FGTS. No site da Caixa é possível obter mais informações, inclusive sobre os saques emergenciais do fundo devido aos efeitos da pandemia da covid-19 na renda dos brasileiros.(ABr)

 

Diariodopoder.com.br

 

 


Russos dão mais detalhes sobre a vacina e garantem que é segura e eficaz

 
Vacina foi desenvolvida com tecnologia de vetores adenovirais, em uso desde os anos 1980

Russos dão mais detalhes sobre a vacina e garantem que é segura e eficaz
O registro da vacina russa contra coronavírus foi a notícia mais sensacional desta terça-feira (11) - Foto: reprod Sputinik.

A vacina contra covid-19, anunciada nesta terça-feira (10) pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, é segura e eficaz, segundo informações divulgadas pela agência de notícias Sputinik, daquele país. A vacina foi desenvolvida pelo Centro Gamaleia.

“A tecnologia de utilização de vetores adenovirais como vacinas vetoriais vem se desenvolvendo desde a década de 1980 do século passado”, informa a agência russa. “Ela é segura e eficaz, o que é confirmado em inúmeros estudos”, garante.

O governo de Moscou confirmou que ainda este mês começará a imunizar idosos e outras pessoas consideradas do grupo de risco, bem como pessoal da área médica e professores.

NotíciasRelacionadas
MPF monitora compra de U$ 97 milhões em vacina contra covid-19
Pfizer anuncia que vacina contra Covid-19 poder ser usada até novembro
Já em setembro, será iniciada a vacinação em massa dos cidadãos russos, segundo o embaixador daquele país em Brasília, Sergey Akopov.

Akopov tem mantido conversações com o governo do Paraná para testagem da vacina e também para sua produção em escala industrial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sobre o Centro Gamaleia
O Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia é tambºem conhecido por Centro Gamaleia para homenagear o acadêmico honorário N.F. Gamaleia. Fundado em 1891, é uma instituição de pesquisa considerada líder no mundo no desenvolvimento de vacinas e medicamentos.

O centro possui uma das coleções únicas de vírus, e também possui sua própria linha de produção de vacinas.

O Centro Gamaleia desenvolveu e licenciou com sucesso duas vacinas de Ebola usando vetores de adenovírus.

Vacinas de adenovírus
A agência Sputinik divulgou o seguinte texto, para explicar a confiabilidade da vacina russa:

Os vetores adenovirais são considerados completamente seguros e também mais adequados para a modificação genética. Um vetor é um vírus que não tem o gene da reprodução, por isso não apresenta perigo de infecção para o corpo. Os cientistas usam vetores para transportar o material genético de outro vírus contra o qual estão fabricando a vacina, para uma célula.

Os adenovírus extraídos de adenóides e normalmente causadores de infecções virais respiratórias agudas (as SARS) tornaram-se os vírus mais comumente usados para a criação de vetores. Existem muitos estudos científicos no mundo em várias édições sobre a criação de vetores adenovirais. Os especialistas do Centro Gamaleya trabalham com vacinas vetoriais de adenovírus desde a década de 1980 e se tornaram líderes mundiais no desenvolvimento desse tipo de vacina.

Os cientistas do Centro Gamaleya criaram com sucesso e receberam um certificado de registro do Ministério da Saúde da Federação Russa para uma vacina contra o Ebola baseada em vetores adenovirais.

A vacina baseada nos vetores de adenovírus contra o síndrome respiratório do oriente médio está passando os últimos testes clínicos. Várias vacinas cantidatos contra COVID-2019 estão também baseadas nos vetores de adenovírus, mas por enquanto nenhuma delas usa o sistema de vacinação de dois vetores criado no Centro de N.F.Gamaleia.

Durante a criação da vacina o gene que codifica a proteína S do espinho do coronavírus implementa-se no vetor do adenovírus. O elemento introduzido é seguro para o organismo, mas ele faz o sistema imune reagir e elaborar anticorpos que nos protegem da infecção.

Diariodopoder.com.br

 


Senado se aproveita do luto por mortes por covid para gozar (mais uma) folga

 
Luto para marcar as 100.000 mortes por coronavírus significou ‘feriadão‘ no Legislativo
Tiago Vasconcelos Tiago Vasconcelos 12/08/2020 às 00:01 | Atualizado às 22:43
Senado Federal. Foto: Pedro França

Apesar de todas as regalias e privilégios, como salários até 15 vezes maiores que o mercado privado, o Senado não perde a oportunidade de levar vantagem em tudo. Até no momento em que seu presidente, Davi Alcolumbre, decreta luto para marcar as 100.000 mortes por coronavírus, ao contrário do que ocorre no Poder Executivo, por exemplo, todos ficaram dispensados do trabalho, mesmo em home office. Uma beleza.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Senado “é igual ao céu”, como já definiu cinicamente um veterano parlamentar. A diferença é que se pode usufruir do Senado em vida.

O custo do Senado, superior a R$3 bilhões, em torno de 81 senadores, é o maior de uma casa legislativa no hemisfério. Sem contar as regalias.

Cerca de 80% dos custos do Senado são em salários, quase todos nas alturas. Apesar disso, a entrega em serviço é irrisória.

Com os servidores em casa, dispensados de ponto, o Senado admitiu ontem não fazer ideia de quantos trabalham, mesmo em home office.

 

Diariodopoder.com.br

 

 


Sidebar Menu